CARAY! Blu-ray brasileiro de Capitão América: Guerra Civil não tem áudio HD! #BoicoteDisneyBR

É, o mercado brasileiro de Blu-ray vai de mal a pior. Como se não bastasse a diminuição do número de lançamentos no formato, os poucos títulos que saem em Blu-ray ainda são edições bem abaixo do que sai lá fora. Como é o caso de Capitão América: Guerra Civil, lançado pela Disney (sdds Paramount).

Se a apresentação é aquele negócio basicão que infelizmente já nos acostumamos (nada de luva e o único brinde é um “card” indigno do nome), nada pior que as características técnicas também serem inferiores ao que se pratica ao redor do mundo.

A “surpresa” começa ao lermos as informações que constam na capa traseira:

rotulo

Deixa eu ver se li direito: DTS-HD HR? Aquele formato de áudio que é HD só no nome, pois não passa de um DTS comum “turbinado” com mais canais e bitrate mais elevado? Aquele codec que é utilizado com frequência pelas distribuidoras nanicas para ocupar menos espaço em disco, permitindo o uso de mídias de camada simples?

Sim, amigos, aquele mesmo.

Ok, quem sabe é só um erro de rotulagem, não é? Afinal, nos EUA e no Reino Unido o áudio original em inglês vem numa faixa DTS-HD Master Audio, que é HD de verdade. Ok, vamos dar uma analisada no disco.

disc

É, não tem jeito. O áudio original está mesmo em DTS-HD High Resolution 7.1. A única surpresa mesmo é ver que existe uma trilha Dolby Digital 5.1 em coreano, além de legendas neste idioma (não descritos na contracapa). A outra trilha em inglês (Dolby Digital 2.0) é dos comentários em áudio.

O difícil é entender o porquê desta decisão. A mídia é camada dupla e todo o conteúdo ocupa 40,72 GB (30,26 GB só do filme). O disco brasileiro não é como o de algumas autorações da Universal, com uma montanha de idiomas; de fato, é extremamente similar à edição americana, que também possui somente 4 trilhas de áudio (Inglês DTS-HD MA 7.1, Espanhol DD 5.1, Francês DD 5.1 e comentários DD 2.0).

O estúdio que fez a autoração do espelho usado para nosso mercado poderia ter simplesmente substituído as trilhas e legendas em francês e espanhol pelas em português e coreano com impacto mínimo no espaço ocupado na mídia. Afinal, o restante do conteúdo (extras) é exatamente o mesmo nas duas edições.

Lembramos também que não é a primeira vez que isso acontece com a Disney no nosso país. Em 2012 o Blu-ray 2D/3D de Valente também teve o áudio HD limado. Agora só resta saber se esse será o disco lançado na Coreia do Sul, fato esse que pode ser considerado praticamente certo com a trilha coreana presente no nosso disco.

Está cada vez mais difícil ser colecionador de Blu-ray no Brasil. (╥_╥)

Reclamações? Escreva para a Cinecolor, responsável pelos lançamentos da Disney no Brasil.

.

  • VEJA TAMBÉM | Nosso vídeo da maleta da fase 1 dos Vingadores:

Link para o Blu-ray de Capitão America Guerra Civil com áudio HD nos EUA:

bjc-civilwar

Categorias: ArtigosBlu-rayProtestos

Tags: , ,

Sobre o autor

Alexandre Prestes era rato de locadora nos anos 80 e nunca se animou a comprar VHS por ser uma mídia de baixa durabilidade. Fã incondicional da boa música, iniciou em 2003 sua coleção com DVDs musicais; só a partir de 2005 passou a comprar filmes e séries. 2009 foi o ano no qual começou a colecionar filmes em Blu-ray, sendo um entusiasta do formato. A coleção continua crescendo (e o espaço diminuindo), cada vez mais a favor de títulos com maior qualidade técnica e fartura de material adicional.