Os lançamentos em DVD da Obras-Primas do Cinema no Brasil para julho

A distribuidora Obras-Primas do Cinema anunciou três lançamentos especiais para o mês de julho, em DVD, no Brasil olímpico.

Eis então Mil Séculos Antes de Cristo, filme de aventura pré-histórica lançado em 1966, sob direção de Don Chaffey, com elenco formado pela eterna Raquel Welch, além de John Richardson, Percy Herbert e Robert Brown, entre outros. Efeitos especiais a cargo do mestre Ray Harryhausen. A obra era inédita em DVD no país onde Blu-ray não vinga. A edição trará um card como brinde. Preço sugerido de R$ 39,90.

bjc-dvd-seculos-1 OP154_Postal.indd

Vídeo: 1.85:1 anamórfico
Áudio: inglês Dolby Digital 2.0
Legendas: inglês, português
Extras:

  • Curta-metragem: The Public Pays
  • Trailers

Seguimos com Os Bandidos do Tempo, fantasia dirigida por Terry Gilliam em 1981, com elenco formado por Sean Connery, John Cleese, Shelley Duvall, Katherine Helmond, Ian Holm, Michael Palin, Ralph Richardson e David Warner, entre outros. A produção será apresentada em nova remasterização, com quase duas horas de conteúdos extras. Novamente, um card como brinde. Preço sugerido de R$ 39,90.

bjc-dvd-bandidos-1 OP166_Postal.indd

Vídeo: 1.85:1 anamórfico
Áudio: inglês Dolby Digital 2.0
Legendas: inglês, português
Extras:

  • Entrevista com Terry Gilliam e Peter von Bagh
  • Depoimentos narrados por David Morgan, com Milly Burns e James Acheson
  • Trailer Original

E para encerrar, uma bela edição para O Chaplin Que Ninguém Viu, minissérie documental sobre o mestre da sétima arte, com muitas cenas inéditas e de bastidores, a mostrar os métodos de trabalho de Chaplin. Teremos um disco acondicionado em embalagem Digipak e 30 minutos de extras. Como brindes, dois cards. Preço sugerido de R$ 49,90.

bjc-dvd-chaplin-1

Vídeo: 1.33:1
Áudio: inglês Dolby Digital 2.0
Legendas: inglês, português
Extras:

  • Entrevista com o diretor Kevin Brownlow

Lançamentos previstos para 13 de julho.

Link direto para as edições na Livraria Cultura:
(você só será cobrado no cartão de crédito na data do envio)

CHAPLINOBRAS PRIMAS

bjc-dvd-chaplin-1

Categorias: DVDNotícias

Tags: , , , , , , ,

Sobre o autor

Cidraman é o alter-ego de Leandro Pinheiro, colecionador de DVDs desde 2002, fã incondicional de Star Wars desde sempre. Um saudosista maldito com orgulho. Sua missão é destruir mundos, lutar pelos fracos e oprimidos e acabar com as injustiças que assolam o universo colecionístico.
  • Luciano Machado

    Alguém que conhece e consome os filmes da Obras Primas poderia atestar – ou não – aqui nos comentários se a qualidade do material que eles lançam é de qualidade?

    • Adriano Rodrigues Souza

      Da Obras Primas, tenho A Flor do Pântano e Casei-me Com Uma Feiticeira. Ambos estão com a imagem muito boa.

      • Marcus Andre

        Antes eles se chamavam Colecione Clássicos – Obras Primas do Cinema e lançaram uma porrada de DVDs com qualidade do Youtube e legendas fixas nos filmes (apesar de belas apresentações). Depois mudaram para apenas “Obras Primas do Cinema” e todo mundo só tem elogiado os filmes deles. Veja aqui nesse tópico do fórum do bjc mais informações, eu coloquei imagens de DVDs antigos e novos deles: http://bjc.uol.com.br/forum/dvds-nacionais/colecione-classicos-obras-primas-t5524-25.html

  • André Gaspar

    Comprei Godzilla Origens da Obras Primas.É de boa qualidade,mas nada extraordinário.

    • Fabiano G. Souza (Nerdmor.com)

      Achei a embalagem muito acima da média. Não vi os filmes para dizer da qualidade da transferência.

  • Rusty James

    O Box Serial Killers tem uma qualidade de imagem muito, mas muito acima da média. Por exemplo, o filme Deranged, traz o mesmo master do dvd da MGM, da série Midnight Movies, enquanto o filme Maníaco, traz o material do bd da Blu-underground, com legenda nos extras. A apresentação é estupenda, com cards e varias cenas dos filmes no box, diferenciando da coleção Obras primas do Terror da Versátil, que traz varias versões dos cartazes dos filmes da coleção. Tenho tbm o Faster Pussycat. Novamente fui surpreendido com uma imagem muito boa, longe da qualidade do youtube como alguns experts estão alegando. Em suma, tanto Serial Killers quanto Faster Pussycat são títulos obrigatórios para os admiradores de filmes de horror e cults (respectivamente). No que tange ao NÃO lançamento dos títulos em bd, acredito que todo o colecionador esta ciente que o formato simplesmente não vingou neste país abençoado por Deus, portanto, seria um pouco demais a exigência dos títulos no formato. Além do que, o valor ficaria num patamar meio alto para o colecionador padrão.