O curioso caso do sumiço de players de Blu-ray do mercado nacional

A campanha #TectoyLiberta foi uma das mais intensas da história do BJC. Lembram?

Muitos dos leitores do BJC entraram em contato pelas redes sociais perguntando o que teria acontecido com a produção e oferta de players de Blu-ray dedicados no Brasil. Realmente está cada vez mais difícil de encontrar esse tipo de produto nas lojas, sendo únicas alternativas as opções integradas com home theaters ou os consoles de videogame (PS3/PS4 ou XONE).

Fomos consultar quem entende do assunto e trabalha com esse tema no dia-dia. Consultamos Alex dos Santos, redator da Revista do Home Theater para entender melhor o que está acontecendo. Alex nos respondeu o seguinte:

Realmente, o segmento de players de Blu-ray está quase estacionado. Com exceção de alguns poucos aparelhos da Samsung, Sony e LG, quase não se vê opções no varejo.

Não fizermos matérias ou pesquisas pra saber o motivo, mas lembro muito bem que ano passado, no evento anual de lançamentos da LG, o Digital Experience, conversei com um gerente da área que afirmou que a maioria dos consumidores já estava satisfeito com o DVD player e que se fosse para contemplar o Blu-ray, esse deveria estar integrado a outras tecnologias, como é o caso dos HTBs e soundbars com Blu-ray embutido.

Na última coletiva da Samsung, em maio, ao ser perguntado se a empresa vai lançar no Brasil o Blu-ray player 4K, Erico Traldi, gerente de TVs, afirmou a todos os presentes que neste momento a empresa não pensa em trazer o novo player 4K, e que consolidará seus investimentos em TVs Smart UHD. Pesquisas, segundo ele, mostram que o consumidor deve aderir cada vez mais aos conteúdos 4K de serviços OTT e VoD, como Netflix e Globosat, além de gravações em 4K com smartphones avançados – caso do Galaxy S7.

Enfim, uma triste constatação para nós que acompanhamos o nascimento do Blu-ray e admiramos a qualidade de som e imagem do melhor formato de todos os tempos.

As informações do confirmam exatamente o que eu já tinha dado como pista para que o Blu-ray não tivesse decolado no Brasil (e na América Latina como um todo): as pessoas simplesmente estão satisfeitas com o DVD, que supre a necessidade imediata de conteúdo em mídia física sem requerer um equipamento de ponta para extrair todas as vantagens (como é o caso do Blu-ray).

Agora também conseguimos entender a causa da queda na oferta de títulos de catálogo em Blu-ray do ano passado pra cá. Tá tudo interligado, software (filmes e séries) e hardware (players). O futuro ainda é incerto, mas a cada dia o Blu-ray se aproxima de se tornar um nicho do nicho, focado sua disponibilidade apenas para colecionadores, cinéfilos e audiófilos. Que pena.

Já faz parte do nosso grupo no Facebook? Lá tem dicas e muita coisa legal! icon_biggrin.gif

grupo-facebook.jpg

Categorias: ArtigosHardware

Sobre o autor

Jotacê é viciado em DVDs desde 2004 (começou tardiamente, na idade do metal discóide furado). Hoje em dia compra poucos DVDs para investir mais nos discos do raio azul (que coleciona desde 2008). Resolveu ter um site em 2008 para que fosse possível publicar tudo o que pensava sobre os disquinhos lançados no Brasil. E cá estamos nós! Twitter | YouTube | Flickr | Coleção