Jotacast Especial – #BoicoteDisneyBR

Após quase três anos de ausência da podosfera brasileira, o Jotacast volta em edição espacial! Neste episódio, Jotacê e Felipe Fonseca conversam sobre o boicote a favor de melhores edições em DVD e Blu-ray da Disney Brasil.

Clique no player abaixo e ouça!

LINKS DO JOTACAST:

Críticas, elogios, sugestões para blogdojotace@gmail.com ou nos comentários desse post. 

Já faz parte do nosso grupo no Facebook? Lá tem dicas e muita coisa legal! icon_biggrin.gif

grupo-facebook.jpg

 

Categorias: Jotacast

Tags: , , ,

Sobre o autor

Jotacê é viciado em DVDs desde 2004 (começou tardiamente, na idade do metal discóide furado). Hoje em dia compra poucos DVDs para investir mais nos discos do raio azul (que coleciona desde 2008). Resolveu ter um site em 2008 para que fosse possível publicar tudo o que pensava sobre os disquinhos lançados no Brasil. E cá estamos nós! Twitter | YouTube | Flickr | Coleção
  • Isotopos Springfield

    Nem to acreditando, Jotacast voltou O/

  • Jh Coleções

    Aguardei tanto por esse dia e finalmente chegou, o JOTACAST VOLTOU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Junior Silva

    A carta dirigida à Disney EUA
    deveria ter comentando que AS MUITAS AVENTURAS DO URSINHO PUFF só foi lançado
    no Brasil em VHS no anos 80, mas que, em 1997, o filme foi redublado MAS NUNCA
    FOI LANÇADO NO BRASIL!

    Mas não só isso: que a redublagem, embora não lançada no
    Brasil, foi lançada em PORTUGAL! Como assim, meu Deus?

    Deveria ter sido enfatizado que,
    mais recentemente, foi anunciado o Blu-ray deste Clássico, inclusive com novo
    título (agora não me lembro qual). O trailer trazia a redublagem, tudo
    direitinho, mas, na última hora, NÃO FOI LANÇADO mais uma vez!

    Quando compramos o DVD americano,
    vem a autoração em português brasileiro: MENU e LEGENDAS. Inclusive, as
    legendas sugerem uma nova tradução e possível dublagem.

    O filme MÚSICA MAESTRO tbm nunca
    mais foi lançado, desde os anos 80, e não há explicação para isso!

    Lá fora, JAMES E O PÊSSEGO
    GIGANTE, A FAMÍLIA DO FUTURO (2D), AS MUITAS AVENTURAS DO URSINHO PUFF, COLEÇÃO
    DE CURTAS PIXAR (VOL 1.), todos foram lançados com a dublagem brasileira, mas
    aqui não!

    Por quê?

    Deveria ter sido elencado na
    carta tbm os Clássicos Disney e os Pixar que foram redublados sem necessidade
    alguma: A DAMA E O VAGABUNDO, DUMBO (duas vezes), A PEQUENA SEREIA, MOGLI,
    TEMPO DE MELODIA, VOCÊ JÁ FOI À BAHIA, AS MUITAS AVENTURAS DO URSINHO PUFF, OS
    INCRÍVEIS e PROCURANDO NEMO.

    Queria alguém aí mais crítico aí!

    GENTE, FALARAM DA CAPA DE ALADDIN
    e só focaram na LUVA. Do que adiantaria ter uma luva toda CINZA/AZUL?

    Ou seja, quero dizer, no que diz
    respeito a Aladdin, o maior problema é a tosqueira da capa, um desenhozinho
    pequeno do aladdin num círculo em cima de um enorme fundo cinza!!!

    Tão horrível como a capa do BD de
    Mogli! Se for pra ter um capa assim, dispenso-a!

    E quanto ao cara que falou de
    “problemas contratuais” para relançamento: nada a ver isso! Sim,
    questões jurídicas existem, mas não foi o caso de Mogli, haja vista que a
    dublagem foi lançada em home video QUATRO VEZES: dois vhs e dois dvds. A
    questão contratual despontou apenas em OS INCRÍVEIS, uma dublagem recente, com
    contrato recente, que deve ser lido à luz do Código Civil vigente. Já as
    dublagens antigas da Disney submetem-se ao código civil anterior, por isso seu
    uso nunca foi questionado. A redublagem tbm não ocorreu por questões técnica
    (se fosse assim, já teríamos redublado Cinderela, que ainda bem ainda é
    apresentado com sua primeira dublagem brasileira[1950]).

    A redublagem ocorreu apenas por questões
    de ganância dos estúdios de dublagem brasileiros. Buscando dar uma
    “atualizada” no filme, usaram o mesmo elenco de Mogli 2.

    Você viu o caso da redublagem da
    PEQUENA SEREIA? Vc leu o que o Marcelo Coutinho disse ao site Camundongo a
    respeito da “cagada” que ele fez?

    O CAMUNDONGO: “Como foi
    regravar e exatamente por que foi regravada a trilha sonora de “A Pequena
    Sereia“?”

    Marcelo Coutinho: Isso foi muito
    interessante. Quando Kiara tinha 15 anos, isso em 1994 ela cantou para mim, na
    minha casa. E o que ela cantou? “A Pequena Sereia“. Adorei ouvi-la. Uma voz
    linda, trabalhada, um inglês perfeito. E aí comentei com ela: “pena que esse
    desenho já foi gravado, senão você seria Ariel.” Quando veio a ordem de
    regravar as canções e trocar a cantora não hesitei em mandar um teste dela,
    apesar da voz estar mais encorpada. Ela foi aprovada e regravamos todos os solos
    e coros. Gosto da versão da Kiara, gosto da pureza da Gabriela, só sentia falta
    de um pouco mais de energia e sentimento nos personagens e nos coros e foi isso
    que tentamos fazer na nova versão.

    Veja: o cara assumiu que redublou
    o filme por “amizade”!!!

    Gente, ele ouviu a Kiara cantar
    quando ela tinha 15 anos de idade (idade muito próxima da personagem, que tem
    16 anos).

    Aí, a moça cresce, muda de voz e
    o cara a chama para redublar, mesmo notando que a voz dela não tinha mais nada
    a ver com a personagem e (o pior) nem mesmo com a voz falada preservada no
    filme???

    Eu não me conformo: o cara
    redublou a pequena sereia porque, UM DIA NA VIDA DELE, ele ouviu a Kiara
    cantar!!!

    Outra prova de que a redublagem
    foi por pura camaradagem (leia-se, vontade de ganhar dinheiro): AQUI NO MAR
    (UNDER THE SEA) foi redublada, mas o cantar FOI EXATAMENTE O MESMO, o André
    Filho! Chamaram a mesma pessoa para reinterpretar o mesmo trabalho, agora com a
    voz bem mais velha e sem potência (li que ele estava com uma doença grave em
    1998)

    Como o cara estava muito debilitado
    (alguns meses depois ele faleceria), a nova interpretação ficou horrorosa!

    E pasmem: no filme original, a
    versão de AQUI NO MAR que aparece nos créditos é a mesma do filme (a Disney não
    fez uma versão pop para isso). A dublagem de antes tbm era assim. Com a
    redublagem, no filme toca a redublagem e nos créditos toca a versão antiga, bem
    superior!

    Ainda sobre o recall: a Disney
    poderia, em tese, ser obrigada a lançar o BD de Mogli com a dublagem clássica,
    pois, segundo o CÓDIGO DO CONSUMIDOR, o anúncio vincula o anunciante.

    Como a Disney anunciou em vários
    discos o lançamento de Mogli, apresentando um trailer com A DUBLAGEM CLÁSSICA,
    é propaganda enganosa o consumidor comprar o produto e, ao assistir, deparar-se
    com outras vozes!

    Anyway…

  • Junior Silva

    Senhores Executivos da Disney no Brasil,

    Venho através deste e-mail expressar minha profunda tristeza por saber que MOGLI foi redublado.

    Não
    consigo acreditar que isso ocorreu, considerando a enorme qualidade
    técnica e principalmente dramática (isto é, de interpretação) da
    dublagem clássica.

    Uma dublagem tão antiga assim, conhecida por
    tantas gerações, não pode sumir assim de uma hora para outra, sem
    motivo. Dado que a dublagem anterior já se estabilizou no tempo, seu
    áudio se equipara ao próprio áudio original! Seria como se hoje a Disney
    redublasse o áudio em Inglês, um verdadeira excrescência!!!

    E
    mais: porque é muito antiga a dublagem anterior, sendo as vozes
    anteriores a própria imagem que temos de Mogli e de seus personagens
    neste país; considerando que NÃO HÁ NENHUMA INDICAÇÃO DE “NOVA DUBLAGEM”
    NA CAPA DAS EDIÇÕES NACIONAIS, penso que o consumidor brasileiro tem o
    direito de exigir seu direito de volta, haja visto ter sido enganado,
    quando pensava estar comprando Mogli tão qual conhecido em VHS, em duas
    edições em DVD e mesmo na TV… Eu mesmo iria comprar esta briga na
    Justiça, mas, felizmente, não adquiri o BD do filme.

    Gostaria de
    saber o que motivou a decisão de alterar a dublagem deste clássico. Se
    todos que hoje pensavam em comprar o filme por conhecê-lo ficariam
    decepcionados, pergunto: a redublagem foi pensada para qual público?
    Aquele que ainda nem nasceu ou que, nascido, ainda não conhece o filme?
    Realmente lamentável…

    Por tudo isto, um fato inédito na minha
    vida de colecionador da Disney: PELA PRIMEIRA VEZ, NÃO ADQUIRIREI UM
    TÍTULO DISNEY, o qual, além da péssima apresentação (que capa
    horrorosa), traz essa aberração de dublagem. Penso que, se for só para
    conhecer a imagem do filme em alta definição, é melhor esperar por
    ripagem em MKV na internet…

    Espero que reconsiderem esta
    péssima decisão ou logo estaremos vendo BRANCA DE NEVE, CINDERELA, PETER
    PAN e tantas outras jóias Disney brilhantemente interpretadas em
    Português Brasileiro serem descaracterizadas para sempre.

    Bastante indignado e a espera de uma resposta,

  • GUI

    Seria interesante o Jotacast fosse em vídeo.

    • Isso se chamava JotacasTV!

  • Vinícius Sarquis
    • janjao

      pooooorran,essa luva de frozen eh simplesmente repetaculê. todas elas sao demais. depois de ver seu video eu pude ter certeza do quanto eles fazem as coisas cagadas aki no brasil.

  • Anderson V. Guedes

    E aí, beleza Jc?!

    Eu só quero deixar a seguinte reflexão…

    “Como é possível (???)” que um CREME dental possua uma embalagem (luva) luxuosa, com efeitos metalizados e com várias cores, sendo que ao abrir o produto simplesmente “jogamos fora” as embalagens… Que muitas vezes são muito mais caprichadas que luvas simplex (sem efeito nenhum) que colocam nos DVDs e BDs??? Isso quando vêm com luvas!!!

    E como é possível as edições “ESPECIAIS” (ainda mais combos 3D, que são um absurdo de caros) não virem COM uma simples luva?!?
    Confesso que muitas vezes tenho pena de jogar fora determinadas “luvas” de.creme dental!!!

    • Cristiana Sbardella

      Cara, tu disse TUDO agora XD

  • Renato

    eu n acredito!!! :O em uma época que os podcast estão com tudo, o Jotacast TEM QUE VOLTAR, foi o primeiro que acompanhei na vida. Já estou ansioso pra ouvir.

  • Visconde – Dom Raulzito

    Eu faço serviços de edição e autoração de DVD e sei que pegar uma matriz sem dublagem/legenda e incluir é um pouco trabalhoso, mas não é algo monstruoso. Dá pra fazer sem perder a essência da matriz (menus/extras/audios…). O que a Disney faz é simplesmente querer o serviço de mão beijada e que se lasque os colecionadores. Preços abusivos espantam muitos dos consumidores corriqueiros que acabam comprando a versão da banca da esquina. Tratamento porco aos produtos que deveriam ser de uma apresentação impar, afasta até o mais ávido colecionador… Apoio totalmente a campanha #BoicoteDisneyBR

  • Rodrigo Giulianno Moraes

    Jotace,
    Acho que a coisa vai piorar

    A Flashstar está vendendo discos com embalagem de papelão
    por 7,99 nas lojas americanas.

    O catálogo é bom…filmes como Homem do Oeste, Ato de
    liberdade, Benny & Joon – Corações em Conflito, etc…mas a embalagem é
    merda demais…

  • Simmons

    Eu achei que uma mobilização de consumidores – como o proposto boicote (cuja definição é “Cessação voluntaria de todas as relações com um indivíduo, uma empresa ou uma nação”) – para protestar contra a notoria falta de consideração e respeito por parte de um fornecedor parecia uma excelente e oportuna ideia.
    Infelizmente me esqueci que – assim como a dita subsidiaria da Disney – estamos no Brasil… (sem comentarios)

    Uma vez que essa campanha foi lançada por este blog, teria sido perfeitamente coerente (e até esperado) que os lançamentos da Disney em nosso país fossem temporariamente ignorados, seus respectivos tópicos bloqueados e quaisquer comentarios relacionados fossem suprimidos pela moderação. SE QUEM SUGERE NÃO FAZ, QUEM IRÁ ATRÁS?

    A julgar pela enorme popularidade dos tópicos destinados às novidades do “Clube do RATO”, é fácil notar que não houve adesão ao boicote – além de “mensagens de apoio” de quem não é cliente e dos que “pretendem aderir” depois de sacolar seus ALADDINS e seus VINGADORES…

    Esse “boicote” e a “meia dúzia (de 3 ou 4)” e-mails enviados estão sendo a PIADA DO ANO pra DisneyBR.

    Enquanto nós vivemos uma crise econômica, política, social e MORAL como “nunca antes na historia deste país”, a Disney continua com seus lucros bilionários. Tanto que 8 dentre as 23 produções com bilheteria superior a um BILHÃO DE DÓLARES são da Disney. E, em TODOS ESSES CASOS, o faturamento “doméstico” (leia-se, nos EUA) é MUITO MENOR que a soma das bilheterias no resto do mundo (da qual a participação brazuca vem sendo expressiva há algum tempo).

    Enfim, esse movimento é patético e o constrangimento (de quem, como eu, deixou realmente de comprar os produtos Disney em nome desse boicote) desnecessario.

  • Luiz Henrique

    ri muito quando esse podcast foi ao ar. E um ano depois, estou rindo mais ainda pela importância dada pela Disney a ele…Cinecolor….kkk