O GAROTO de Charlie Chaplin em Blu-ray no Brasil!

Charlie Chaplin. Mestre. Gênio. Inigualável. Um dos nomes máximos da sétima arte. Artista completo, que brindou o mundo com obras-primas inquestionáveis. Os fãs do mestre já foram agraciados com edições de seus filmes em nosso mercado de home video, incluindo uma bela coleção completa em DVD a cargo da Versátil.

Já no mundo do raio azul, quem tem disponibilizado as obras chaplinianas é a Classicline, com edições de O Grande Ditador, Tempos Modernos e Em Busca do Ouro (além de um box com as três produções).

E agora é a vez de outro clássico: O Garoto, filme lançado em 1921, no qual o eterno vagabundo Carlitos encontra um esperto menino, com quem passa a conviver. Através de diversas peripécias e confusões, os dois criam uma relação tenra e comovente. Definitivamente, uma obra-prima que mostra toda a sensibilidade do mestre.

O elenco conta com os habituais colaboradores de Chaplin: Edna Purviance, Albert Austin e Henry Bergman. Mas o destaque fica, obviamente, para o garoto Jackie Coogan, que rouba a cena (e por quem Chaplin tinha real carinho e amizade). Entre tantos outros trabalhos, Coogan também é reconhecido por interpretar o Tio Chico, no seriado televisivo da Família Addams, nos anos 1960.

O filme será apresentado no aspecto original 1.33:1, com trilha de áudio PCM 2.0 e legendas em português. Os conteúdos extras:

  • Biografias dos protagonistas
  • Cartaz e Trailers originais
  • Featurettes: “A Coleção Chaplin”, “Chaplin Today”, “Charlie on the Ocean”, “Prefácio”, “My boy”, “Nice and Friendly”, “Jackie Coogan em Paris”, “Jackie Coogan Dança”

Lançamento previsto para 10 de julho, com preço de R$ 44,90. Sorria!

[Via: Classicline]

Link direto para a edição na Saraiva
(você só será cobrado no cartão de crédito na data do envio) 

 

Categorias: Blu-rayNotícias

Tags: , ,

Sobre o autor

Cidraman é o alter-ego de Leandro Pinheiro, colecionador de DVDs desde 2002, fã incondicional de Star Wars desde sempre. Um saudosista maldito com orgulho. Sua missão é destruir mundos, lutar pelos fracos e oprimidos e acabar com as injustiças que assolam o universo colecionístico.