BD Resenha: The Walking Dead – 1ª Temporada (Brasil)


The Walking Dead
é uma série de horror/drama produzida pelo canal a cabo norte-americano AMC. Baseada nas histórias em quadrinhos de Robert Kirkman e Tony Moore, a série desenvolvida por Frank Darabont conta a história de Rick Grimes, um policial que tenta salvar sua família e liderar um grupo de sobreviventes em um mundo pós-apocalíptico dominado por mortos-vivos, onde a maior ameaça não são os zumbis. Um sucesso de público e crítica, The Walking Dead (ou simplesmente TWD) se encontra atualmente em sua terceira temporada.

As duas primeiras temporadas já foram lançadas em home video tanto aqui quanto no exterior. Sendo a AMC um canal fora do círculo das grandes companhias, o lançamento de TWD ficou sendo responsabilidade de empresas menores: na América do Norte, a Starz/Anchor Bay; na França, a Wild Side Video; no Reino Unido, a Entertainment One; na Alemanha, a WVG Medien e, aqui no Brasil, a nossa conhecida PlayArte.

Nesta BD Resenha, iremos avaliar a primeira temporada em Blu-ray; na próxima edição, será a vez da segunda temporada, no mesmo formato.

Informações técnicas

Sendo uma série com episódios de aproximadamente 45 minutos cada, os dados de duração, espaço ocupado e taxas de bitrate são relativos à faixa que inclui todos os episódios do disco em sequência.

DISCO 1:

  • Formato: BD-50
  • Região: ABC
  • Espaço ocupado (total): 43.754.936.526 bytes (40,75 GB)
  • Bitrate total: 28,44 Mbps

Vídeo:

  • Aspect ratio: 1.78:1
  • Codec: MPEG-4 AVC
  • Duração: 3:21:51.849 (h:min:s.ms)
  • Capítulos: 8
  • Espaço ocupado (filme): 43.060.021.248 bytes (40,10 GB)
  • Bitrate de vídeo: 24,862 Mbps
  • Gráfico de bitrate:

Áudio:

Idioma

Codec

Bitrate

Canais / Amostragem
Inglês DTS-HD Master Audio 1.808 kbps 5.1 / 48 kHz / 16-bit
DTS Core: 5.1 / 48 kHz / 1509 kbps / 16-bit
Português Dolby Digital 192 kbps 2.0 / 48 kHz

Legendas:

  • Português (bitrate: 26,128 kbps)
  • Português (fonte alternativa) (bitrate 31,838 kbps)

DISCO 2:

  • Formato: BD-50
  • Região: ABC
  • Espaço ocupado (total): 35.451.270.732 bytes (33,02 GB)
  • Bitrate total: 28,51 Mbps

Vídeo:

  • Aspect ratio: 1.78:1
  • Codec: MPEG-4 AVC
  • Duração: 1:30:36.431 (h:min:s.ms)
  • Capítulos: 5
  • Espaço ocupado (filme): 19.373.371.392 bytes (18,04 GB)
  • Bitrate de vídeo: 24,836 Mbps
  • Gráfico de bitrate:

Áudio:

Idioma

Codec

Bitrate

Canais / Amostragem
Inglês DTS-HD Master Audio 1.890 kbps 5.1 / 48 kHz / 16-bit
DTS Core: 5.1 / 48 kHz / 1509 kbps / 16-bit
Português Dolby Digital 192 kbps 2.0 / 48 kHz

Legendas:

  • Português (bitrate: 28,800 kbps)
  • Português (fonte alternativa) (bitrate 35,127 kbps)

Apresentação

A primeira temporada de The Walking Dead vem um estojo Amaray HD Case comum modelo nacional, sem o buraco cata-pó, mas com a trava do disco muito ruim. Ao menos possui arte interna, que é prejudicada pelo acabamento fosco da parte de dentro do estojo. Inicialmente, a PlayArte informou que esta edição viria com uma luva, como a versão em DVD, mas no fim voltou atrás na decisão, o que é lamentável.

Comparando com as edições estrangeiras, nossa apresentação é a pior de todas: no UK, a série recebeu luva e nos EUA existe uma edição especial limitada em uma caixa com máscara e um exclusivo disco de extras. Era de se esperar um pouco mais de capricho da PlayArte, principalmente por um produto cujo preço inicial é de R$ 89,90.

Vejam como é a embalagem deste título:

A arte de capa é diferente de todas as outras edições do mundo; o problema é ser uma composição genérica (retirada do pôster da Comic-Con) que não prima pela beleza. Seria bem melhor ficar com o óbvio e que funciona: a arte do pôster oficial de divulgação, utilizada nas demais edições mundo afora.

Alguns errinhos tolos: a indicação de região no verso (A) não corresponde à região dos discos (ABC) e Comic-Con está escrito errado (Comic-Com) na descrição dos extras. Além disso,  os extras No Set com Robert Kirkman e No Set com Andrew Lincoln são descritos como um único extra (chamado No Set com Robert Kirkman e Andrew Lincoln).

A arte interna, além da imagem de fundo, traz a lista de episódios, com uma breve sinopse de cada um deles:

A edição nacional possui 2 discos, sendo neste aspecto similar às demais edições estrangeiras (exceto a já citada edição limitada dos EUA, que possui 3 discos). Os discos são replicados pela Sonopress, com uma impressão lisa e de boa definição:

Autoração

Feita pela ETC Filmes, a autoração foi corretamente executada, mas existem deficiências que precisam ser destacadas. O essencial, como menus e botões, funciona sem nenhum problema, como esperado. Isso significa que ações como a seleção de opções e a navegação pelo conteúdo não são afetadas.

Passemos então às falhas. A primeira delas é a má distribuição de capítulos: quem quiser pular a abertura, por exemplo, não vai conseguir, pois o próximo capítulo é praticamente no meio do episódio. Outros dois problemas estão nos menus dos extras: por padrão, eles entram sem legenda alguma, obrigando o espectador a selecionar as legendas previamente no menu de idiomas. Como a maioria do público não é fluente em inglês, seria melhor que as legendas fossem ativadas automaticamente ao acessar o material suplementar. Depois, ao terminar de assistir um dos extras, ao invés de selecionar o próximo item da lista, a marcação permanece no extra já visto. Este comportamento não é natural, pois a tendência é que o espectador queira assistir os extras em sequência, em vez de rever o mesmo item.

Outro defeito, desta vez de menor impacto, é o erro de rotulagem na trilha em inglês, erroneamente descrita como português. Quem utilizar os menus para alterar o idioma não terá problemas; mesmo assim, é o tipo de coisa que não deveria chegar ao produto final.

Por fim, já passou da hora da PlayArte utilizar uma vinheta em alta definição para seus Blu-rays, pois a atual (claramente um SD upscalado) destoa do restante do conteúdo e passa uma sensação de desleixo.

Vídeo

Temos uma transferência 1080p no aspecto correto de 1:78 e codificada em AVC. São 6 episódios de aproximadamente 45 minutos cada (exceto o primeiro, com 1 hora de duração), em um total de 292 minutos, que indica a ausência de cortes no material. Ambos os discos são BD-50 destravados para todas as regiões.

A qualidade da imagem é muito boa. Ao contrário de outras séries de TV em alta definição, TWD não foi filmada em HD Video, mas sim em 16 mm, dando um aspecto mais sujo e granulado à imagem (o qual, felizmente, está preservado nesta transferência). Por esta característica, não é o tipo de imagem cuja nitidez salta aos olhos; ainda assim, o nível de detalhe é muito bom, permitindo que se observe itens como texturas, poros e rugas com clareza. As cores aparecem de forma natural, permitindo uma boa imersão no mundo desesperador onde os personagens vivem; por este mesmo motivo, a paleta utilizada é discreta, salvo em alguns elementos (como o azul de um lago ou o verde das plantas), com cores mais fortes. O contraste nas cenas escuras poderia ser melhor, já que o nível de preto tende mais ao cinza, mas nas cenas melhor iluminadas é plenamente satisfatório.

Vejam a seguir uma série de capturas:

A título de comparação com a edição americana, vejam esta captura em detalhe (passem o mouse por cima para alternar as imagens):

Notem que a master americana é mais clara, mas o nível de definição de ambas é o mesmo.

Áudio

Temos aqui duas trilhas de áudio: original em inglês, codificada em DTS-HD Master Audio 5.1 canais, e a dublagem em português, em Dolby Digital estéreo. A faixa em inglês é excelente, com um bom uso do subwoofer nas cenas de ação (principalmente nos tiros) e um surround sutil, mas eficaz. A ambiência proporcionada é sensacional: às vezes parece mesmo que estamos no acampamento dos personagens, com os sons da natureza bem situados e naturais.

A trilha em português deve agradar aos fãs de dublagem, porém empalidece se comparada à trilha original em inglês. Afinal, com apenas 2 canais não é possível ter o mesmo efeito surround proporcionado por uma trilha 5.1, sem falar na diferença audível entre uma faixa com perdas e outra lossless.

Legendas

Temos apenas legendas em português, suficientes para o nosso mercado. Seria interessante que a PlayArte incluísse também legendas em espanhol, para poder vender seu produto nos outros países da América Latina.

A fonte usada é de bom tamanho e permite uma boa leitura. Não percebi problemas de sincronismo nem falta de legendagem em alguns trechos. Em termos de tradução, o trabalho foi executado de forma correta, sem erros notáveis. Ainda existe uma legenda em português alternativa (chamada no menu de legenda personalizada), que utiliza uma outra fonte na exibição. Não é de grande utilidade, pois é desnecessária em termos de conteúdo e a fonte tradicional é de leitura mais fácil.

Nos extras, também há legendas em todo o material. Há erros de concordância (“leu os quadrinho”), de grafia (Colt Python escrito Cold Python), de tradução (crossbow traduzido como arco e flecha e semi traduzido como banheiro químico). Erros bobos, que deveriam ser corrigidos durante o processo de autoração.

Para comparação, seguem abaixo capturas para a visualização das legendas (clique para ampliar):

Legenda normal

Legenda alternativa

Extras

Temos aqui uma boa quantidade de material suplementar, tudo absolutamente legendado. Estranhamente, os extras foram divididos em duas categorias (featurettes  e bônus), o que não faz sentido (os extras na categoria bônus também são featurettes e, featurettes ou não, todos são material bônus). Os extras presentes são todos em HD, o que é absolutamente louvável em se tratando de mercado brasileiro. Vamos ao conteúdo:

  • Making of: um mini-documentário de meia hora, mostrando detalhes de como TWD saiu dos quadrinhos e ganhou vida na televisão. Bastante interessante;
  • Por dentro dos episódios: 6 featurettes de 5 minutos cada, falando sobre aspectos de cada um dos episódios da temporada;
  • Uma Espiada com Robert Kirkman: mais um featurette de 5 minutos sobre bastidores da produção. Ao contrário do que o título dá a entender, a participação de Robert Kirkman é mínima;
  • Dicas de Maquiagem de Zumbis para Halloween: auto-explicativo. São quase 7 minutos de dicas sobre como fazer sua própria maquiagem de zumbi em casa;
  • Destaques no Painel da Comic-Con: 11 minutos e meio do painel de TWD na Comic-Con 2011 em San Diego;
  • Trailer: trailer de 1 minuto anunciando a produção;
  • Escola de Zumbis: featurette de 3 minutos mostrando o treinamento dos atores que “interpretam” os zumbis em TWD;
  • Garota de Bicicleta: featurette de 5 minutos mostrando a criação da garota zumbi que aparece no primeiro episódio;
  • No Set com Robert Kirkman: o criador da HQ apresenta, em 3 minutos, o set utilizado nas gravações dos primeiros momentos do episódio piloto;
  • Passando um Tempo com Steve Yeun: um papo curto (4 minutos) e descontraído com o intérprete de Glenn na série;
  • Conhecendo o Veículo de Dale: um passeio de 3 minutos e meio pelo trailer utilizado na série;
  • No Set com Andrew Lincoln: uma conversa de 5 minutos com o Rick Grimes de TWD.

Como podemos perceber, temos exatamente os mesmos extras da edição regular lançada nos EUA. Ponto para a PlayArte neste aspecto!

Avaliação geral

Não dá para compreender porque as produtoras brasileiras ainda valorizam mais um lançamento em DVD do que em Blu-ray, pois este supostamente seria o formato high end, voltado a colecionadores e entusiastas. Caso recebesse uma embalagem diferenciada (ou ao menos uma luva), seria uma edição mais fácil de ser recomendada.

Méritos técnicos certamente o produto da PlayArte tem: qualidade de imagem e som comparável às edições estrangeiras, uma boa quantidade de extras em alta definição, legendas em nosso idioma sem erros de grafia ou temporização. Porém, pelo preço que é cobrado e com a apresentação pé-de-boi oferecida, é um produto que recomendamos com ressalvas.

Edição na Saraiva:

Categorias: Blu-rayResenhas

Tags: ,

Sobre o autor

Alexandre Prestes era rato de locadora nos anos 80 e nunca se animou a comprar VHS por ser uma mídia de baixa durabilidade. Fã incondicional da boa música, iniciou em 2003 sua coleção com DVDs musicais; só a partir de 2005 passou a comprar filmes e séries. 2009 foi o ano no qual começou a colecionar filmes em Blu-ray, sendo um entusiasta do formato. A coleção continua crescendo (e o espaço diminuindo), cada vez mais a favor de títulos com maior qualidade técnica e fartura de material adicional.
  • Mauricio Facini

    Não recomendo mesmo. Edição sem vergonha, sem ao menos uma luva.

  • Mauricio Facini

    Ainda procurando a entender o porquê dessa legenda alternativa. Se fosse pra um conteúdo infanto-juvenil até que explicaria, apesar de achar totalmente inútil.

  • chbossan

    a edição pé de boi custa caro porque tem quem compre, se ficasse encalhado nas lojas vcs iriam ver se o preço não baixaria….

    • Jotacê

      Não é bem assim, vide o caso de C.S.I. pela mesma PlayArte.

    • chbossan

      Então J, mas o CSI eu também acho sacanagem eles dividirem em 3 partes cada temporada, todas as series CSI, ou seja, CSI, Csi Miami, New York e por ai vai, essas series exemplo compraria facil se cada temporada viesse completa ao preço de R$ 129,90 como é de praxe, daqui a pouco tempo eles vão estar vendendo cada volume por R$ 39,90 como fazem com o volumes mais antigos, isso porque fica encalhado, porque não fazem a mesma coisa com as novas temporadas..

      • Jotacê

        Tudo bem, só que eles demoraram meia década para baixar o preço de C.S.I. Fique claro que sou a favor do boicote, aliás, o BJC já fez isso.

        • chbossan

          Isso é verdade…pra baixar o preço demoram muito. Estou ligado q quando é necessario vc é a favor do boicote..

  • DiegoLCV

    a tendencia e piorar com a segunda temporada…

  • cristiano_aquino

    pois é com tudo isso estou muito satisfeito, já fiz minha gambiarra edition com a 1º temporada para a o digipack da cabeça de zumbi e esperar receber essa semana a 2º temporada para por no digipack também!!!

  • eriva47

    Só comprei quando entrou numa promo da saraiva.

  • mlbonaldo

    me too…

  • andrelvidal

    Como ja havia comentado no Jotacast, We Hate Playarte Brasil.
    Vi essa temporada baixada e se for comprar, só em "promoção".
    to baixando a segunda temporada agora.

  • Francis_Mariani

    Tenho muita curiosidade em conhecer esta série, parece realmente interessante.

    Comprá-la, depois de ler esta resenha, só uma edição de fora se tiver legendas em PT-BR.

    • Sem querer ser estraga-prazeres, mas é muito difícil que saia lá fora com legendas. Como disse no texto, TWD está sendo lançada por empresas independentes e é normal que foquem apenas nos idiomas falados nos respectivos países onde atuam.

      • Francis_Mariani

        Não quero comprar um produto com imagem relativamente inferior… De repente eu baixo.

      • Ventilador

        Olha, na Amazon.es a Primeira e a Segunda temporada (embora pareçam ser travadas região B por lá) POSSUEM legendas em PT (certamente de Portugal). Comprei e estou esperando chegar para confirmar
        http://www.amazon.es/gp/product/B007H2KJ3M/ref=s9
        http://www.amazon.es/gp/product/B009CSLBWW/ref=ox

        • Na contracapa consta travado na região B. Se for mesmo, as legendas são PT-PT. Uma pena, porque a 2ª temporada vem com 4 discos e todos os extras da edição americana.

  • DanielQT

    Olá pessoal, comprei a primeira temporada em Blu Ray do Walking Dead na Saraiva, porém o disco 1 apresenta defeito quando vai rodar os episodios 3 e 4, os mesmos não funcionam, e quando funciona a imagem fica congelada , enquanto os episodios 1 e 2 rodam normalmente, meu BD player é o Samsung C6500 e atualizei hoje pela primeira vez visando a resolução do problema e o mesmo não ocorreu mesmo assim.O disco 2 funciona normalmente sem problema algum do começo ao fim. Testei em outro aparelho de Blu Ray e o mesmo problema ocorreu.
    Alguém teve um problema parecido?

    • cristiano_aquino

      oi amigo já que ninguém te respondeu, tirou sua dúvida vou tirar pra vc o meu bd é o mesmo que o seu samsung c6500 3d na época que assisti a temporada toda assisti no bd c5900 3d ocorreu tudo ok! nos 02 discos, o episodio 3 e 4 rodaram sem travar! no bd c5900 tive problema para assistir o filme náufrago tive de atualizar ele, ai foi que vieram alguns problemas de alguns filmes que eu já tinha assistido nele não quererem mais rodar depois que atualizei ai descobri o problema quando atualizei o bd foi com ele ligado na tv do meu filho e não na minha e as 02 são da marca samsung, achei que tivesse pego vírus, o coloquei de volta na tv do meu filho onde foi atualizado e agora roda todos normais, mais ai já tinha comprado foi esse modelo c6900 3d liguei na minha tv que é do mesmo ano de fabricação do bd 2011 agora roda todos os filmes normais com a atualização de fábrica que veio nele, inclusive o episódio 3 e 4 normal! acho que seu problema pode ser com o blu ray disc mesmo ou incompatibilidade com sua tv.

    • hpablo2

      Rapaz tive esse problema no segundo disco da 1 temporada, não consegui assistir nem a pau o final do ultimo episódio no meu BD da Tectoy, testei tbm no PS3 e deu o mesmo problema. Acredito que o BD veio com defeito e não deve ser um problema com o aparelho.

  • Edmar

    Eu possuo esta edição de TWD em BD a qualidade de imagen e som está excelente como citado no texto, agora falta mais zelo por parte da Playarte, bem que poderia ter vindo com uma luva. Quero comprar a segunda temporada em BD também mais so se for numa promoção pagar R$109,90 por um produto que poderia estar custando metade do preço.

  • Fernanddo

    Comprei essa temporada em uma super promoção.
    Pagar pela 2ª temporada esse preço de lançamento não dá… Aguardando mais promos.
    Playarte: esse produto de vocês não vale isso não… se ao menos tivessem a decência de fazer uma edição mais apresentável, não só de Walking Dead mas todos os seus outros lançamentos (tenho apenas esta temporada e infelizmente pretendo comprar a segunda, mas pelo jeito, não irei querer mais nada com o selo Playarte).

  • Rogbsouza

    A série é sensacional, diferente da Playarte, que é um lixo total. Como podem lançar em dvd com luva e um poster e em Blu-ray simplex? Também comprei a primeira em promo, e vou esperar a segunda para comprar em promo.

  • robsoncps

    gente, verdade que essa série já está na nona temporada na tv? ou seja, não vai encerrar essa série nunca?

    • cristiano_aquino

      não, negativo que eu saiba está na sua 3º temporada lá fora!

      • robsoncps

        eu vi na tv 9ª temporada, então pode ser erro de legenda mesmo.

  • sotavio

    Então quer dizer que o "granulado" da imagem é por causa do 16mm? E eu aqui xingando a Playarte achando que tinham feito uma bela *agada na edição.

    • Sim, foi uma escolha dos realizadores da série, pra não ficar um visual muito "limpo". Eu particularmente gostei.

  • thomas levy

    Que tal uma resenha, sobre a 2ª temporada em blu-ray?

    • Está no texto: a próxima resenha será da 2ª temporada.