BOMBA! Amazon dos EUA recolhendo impostos em qualquer modalidade de frete

É, amigos do BJC, acabou-se o que era doce. O recolhimento obrigatório dos impostos, antes exclusividade dos envios por courier, agora ocorre em qualquer modalidade de frete na Amazon americana.

Impostos A comprovação do que não desejávamos

Segundo o atendimento da Amazon, esta cobrança não é mera liberalidade deles (fruto de alguma retaliação ou penalidade pelos atrasos ou constantes pedidos de refund), mas sim uma exigência do governo brasileiro. Conforme o atendente nos contou, houve uma alteração de procedimento na nossa alfândega (que coincide com todas as ações tomadas nos últimos meses para frear nossos gastos lá fora), que estaria agora obrigando o recolhimento dos impostos de importação no momento da compra. O atendimento ainda reforçou que não cabe a Amazon a mudança de suas políticas de tributação e sim aos governos de cada país.

Pior ainda: se vocês prestarem atenção nos valores da imagem acima, perceberão que o  imposto (US$ 18,03) está acima dos 60% exigíveis por lei (que seriam US$ 11,37). Ou seja: também estão recolhendo o ICMS, independentemente deste imposto ser válido ou não no estado onde o comprador resida. A Amazon diz que o reembolso da diferença pode ser feito pela alfândega, o que indica que eles não sabem a zona que é este nosso país.

Mais algumas informações úteis:

  • A cobrança de impostos vale apenas na Amazon dos Estados Unidos. Nas Amazons europeias (UK, FR, DE, IT, ES), segue tudo normal (com impostos cobrados apenas nos envios por courier);
  • Livros continuam isentos (o que é o correto, segundo a lei);
  • Em pedidos mistos (livros + DVD/BD/CD), o imposto é cobrado apenas nos itens tributáveis (o que também é o correto) e o frete é dividido para o cálculo do imposto (mais uma vez, correto);
  • A cobrança vale apenas para itens enviados pela Amazon. Não há cobrança em compras feitas em sellers no Amazon Marketplace.

Pois é, a nossa “querida” Receita Federal, não bastasse colocar nossas encomendas em quarentena, agora nos obriga a pagar 95% de impostos em nossas compras na Amazon US. Quem quiser adquirir edições estadunidenses ou compra no Marketplace (com fretes mais elevados e prazo fixo para reclamar de extravio), ou faz suas compras em lojas como a Deep Discount ou Barnes & Noble (com preços menos competitivos e sem o mesmo atendimento da Amazon).

Parabéns, governo do Brasil. Vocês queriam diminuir as importações? Pois certamente conseguirão, com esta atitude retrógrada e ultrapassada, digna do período da ditadura militar. Isto não passa de uma forma ridícula de reserva de mercado que, ao invés de fortalecer a indústria brasileira (inocentemente, é o que o governo deseja), somente acaba com a concorrência e torna a indústria brasileira acomodada. O mais absurdo é que isto já foi feito antes e sabidamente não funcionou. É só uma cortina de fumaça para encobrir os verdadeiros problemas do mercado brasileiro. Mas vamos ter Copa e Olimpíadas, não é mesmo?

ATUALIZADO 26/05 – 00:36 por Jotacê:

Conseguimos resgatar a mensagem do chat da Amazon em que a informação (aqui publicada) foi obtida. Está em inglês e o resumo é exatamente o que foi postado acima. Reproduzimos apenas para comprovação da fonte.

There may have been a change with your customs and they’re now requiring this fee be applied to your orders. I suggest contacting your Import Services Dept. for more information. The information in our Help pages do indicate that some orders that are shipped by standard shipping may be subject to a certain fee. This is something we have no control over.

I’m sorry for any inconvenience and wish there was more I can do, but the payment of import fees is the responsibility of the importer and is levied based on the laws of the country into which the products are being shipped. This is not something Amazon controls, but your country.

This is not something Amazon controls, but your country. Items sent to eligible countries via Priority International Shipping and in certain cases via Standard or Expedited International Shipping will have an estimated Import Fees Deposit applied to the order.

...

Link para edições de O Homem de Aço em Blu-ray com dublagem e legendas PT-BR e disco de extras limado no Brasil (envio com rastreio completo pelo frete mais barato)

Categorias: NotíciasProtestos

Tags: ,

Sobre o autor

Alexandre Prestes era rato de locadora nos anos 80 e nunca se animou a comprar VHS por ser uma mídia de baixa durabilidade. Fã incondicional da boa música, iniciou em 2003 sua coleção com DVDs musicais; só a partir de 2005 passou a comprar filmes e séries. 2009 foi o ano no qual começou a colecionar filmes em Blu-ray, sendo um entusiasta do formato. A coleção continua crescendo (e o espaço diminuindo), cada vez mais a favor de títulos com maior qualidade técnica e fartura de material adicional.