CARAY! Paris Filmes ignora revisão e troca créditos de Conflito Armado!

caray_thumb

O problema da falta de revisão de material das produtoras nacionais parece não ter fim! Quem ataca agora é a Paris Filmes, que na contra capa do DVD do filme colombiano Conflito Armado, colocou os créditos de Biutiful (que também é distribuído por esta empresa)!

Antes que venham dizer que isso é frescura, que não atrapalha em nada, e blá blá blá… o que queremos mostrar é o desleixo das empresas com seus produtos. Confira abaixo alguns casos recentes da falta de revisão de material:

O problema foi identificado pelo leitor @SetPalavras, e informado ao BJC através do Twitter. Veja abaixo as imagens das capas e compare os créditos dos títulos (clique nas imagens para ampliar):

Biutiful

biutiful_dvd

Conflito Armado (imagem enviada por @SetPalavras)

conflito_armado_dvd

Apesar das letras miúdas, confira abaixo a comparação de um trecho dos créditos:

img_00

Não resta dúvida de que a capa do DVD de Conflito Armado foi resultado de uma edição do layout do DVD de Biutiful (parece que a Paris Filmes não tem um layout padrão para montar as capas). Na “pressa”, o autor da capa esqueceu de alterar os créditos para o filme correspondente, e como já estamos acostumados, não houve revisão do material!

Será que a Paris Filmes irá se pronunciar sobre o assunto? Irão corrigir a capa? Trocarão as capas erradas? O Twitter oficial da produtora é @ParisFilmes, mas o máximo que consegui deste perfil foi o e-mail para contato: contato@parisfilmes.com.br, o qual enviei diversos e-mails sobre os mais variados assuntos, mas NUNCA obtive nenhuma resposta.

E pensar que grandes e premiados títulos estão nas mãos destas produtoras… Colecionador brasileiro CONTINUA SOFRENDO!

---------------------------------------

Blu-rays com opções em PT-BR na Amazon da França (reg ABC):

Categorias: DVDProtestos

Tags: ,

Sobre o autor

Bruno Cabral começou a colecionar DVDs entre 2005 e 2006, até então tinha apenas alguns filmes favoritos. Sua coleção aumentou muito após conhecer o BJC em 2008, tanto em tamanho quanto em qualidade, passou a priorizar edições diferenciadas e com melhor tratamento. Conta hoje com mais de 1000 títulos. Seu gênero favorito é terror mas assiste de tudo! Entrou no mundo do raio azul no final de 2009.