CARAY! Paris Filmes ignora revisão e troca créditos de Conflito Armado!

caray_thumb

O problema da falta de revisão de material das produtoras nacionais parece não ter fim! Quem ataca agora é a Paris Filmes, que na contra capa do DVD do filme colombiano Conflito Armado, colocou os créditos de Biutiful (que também é distribuído por esta empresa)!

Antes que venham dizer que isso é frescura, que não atrapalha em nada, e blá blá blá… o que queremos mostrar é o desleixo das empresas com seus produtos. Confira abaixo alguns casos recentes da falta de revisão de material:

O problema foi identificado pelo leitor @SetPalavras, e informado ao BJC através do Twitter. Veja abaixo as imagens das capas e compare os créditos dos títulos (clique nas imagens para ampliar):

Biutiful

biutiful_dvd

Conflito Armado (imagem enviada por @SetPalavras)

conflito_armado_dvd

Apesar das letras miúdas, confira abaixo a comparação de um trecho dos créditos:

img_00

Não resta dúvida de que a capa do DVD de Conflito Armado foi resultado de uma edição do layout do DVD de Biutiful (parece que a Paris Filmes não tem um layout padrão para montar as capas). Na “pressa”, o autor da capa esqueceu de alterar os créditos para o filme correspondente, e como já estamos acostumados, não houve revisão do material!

Será que a Paris Filmes irá se pronunciar sobre o assunto? Irão corrigir a capa? Trocarão as capas erradas? O Twitter oficial da produtora é @ParisFilmes, mas o máximo que consegui deste perfil foi o e-mail para contato: contato@parisfilmes.com.br, o qual enviei diversos e-mails sobre os mais variados assuntos, mas NUNCA obtive nenhuma resposta.

E pensar que grandes e premiados títulos estão nas mãos destas produtoras… Colecionador brasileiro CONTINUA SOFRENDO!

---------------------------------------

Blu-rays com opções em PT-BR na Amazon da França (reg ABC):

Categorias: DVDProtestos

Tags: ,

Sobre o autor

Bruno Cabral começou a colecionar DVDs entre 2005 e 2006, até então tinha apenas alguns filmes favoritos. Sua coleção aumentou muito após conhecer o BJC em 2008, tanto em tamanho quanto em qualidade, passou a priorizar edições diferenciadas e com melhor tratamento. Conta hoje com mais de 1000 títulos. Seu gênero favorito é terror mas assiste de tudo! Entrou no mundo do raio azul no final de 2009.

Comentários (17)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. angelomx disse:

    PQP, isso é trabalho de amador ! Aliás, nem de amador, é trabalho de algum desleixado mesmo, que está andando para um importante fator comercial: qualidade !
    Belo post Bruno.

  2. RodrigoMSilva disse:

    Eu já vi esse mesmo problema nos dvds avulso de Jurassic Park e O Mundo Perdido lançados pela Universal, inclusive eu tenho esses dvds e nos créditos de Jurassic Park está o de O Mundo Perdido.

  3. Desleixo? Imagina, só impressão sua /sarc

  4. julizribeiro disse:

    Nesse caso um desleixo realmente, mas acho uns exageros em alguns posts que fazem uma tempestade por causa de uma palavra ou uma simples letra trocada…

    enfim… opiniões… =D

  5. Rafael Poggi disse:

    como diria Boris Casoy: ISSO É UMA VERGONHA.

  6. HBlu disse:

    Esse pessoal tá agando e andando pra gente. então vou agar e andar pras edições deles também, enquanto não tomarem vergonha. Imagino que nem dê pra mandar o sujeito embora, depois dessa, porque deve ser um pobre coitado terceirizado (e desqualificado). Erros acontecem, mas isso não deveria acontecer (mesmo que erros mínimos) porque, em teoria, o material deveria passar por muita gente antes de cair na produção (e a fábrica costuma mandar antes o material pra uma última olhada, antes de fazer em quantidade). Em resumo, erros assim só acontecem por acúmulo de erros. Vergonha é pouco.

  7. Macabea18 disse:

    olha, eu desisti de comprar dessas produtoras pequenas, já que elas são pequenas deveriam prezar pela qualidade para concorrer com as grandes.
    Mas nem isso elas fazem.

  8. jefferock disse:

    Não vi esse ainda!

  9. boss_rei disse:

    E olha que uma empresa dessa tem uma equipe somente para correção desse material. E se não tem, já passou da hora de ter.

  10. Willian298 disse:

    fora as mutilações da imagem do filme penelope e rogue o assassino que além de imagem mutilada tem imagem daqueles filmes piratas gravado dentro do cinema, vergonha.

  11. Danikraus disse:

    Gostaria de escrever um comentário sobre o fato citado no último parágrafo do artigo, de que filmes premiados, como os últimos vencedores do Oscar, estão nas mãos de produtoras pequenas aqui no Brasil. Tive uma pequena discussão (do tipo amigável, não do tipo cheia de berros) com um colega hoje sobre isso, motivada pelo fato de o filme A Dama de Ferro estar sendo anunciado nos cinemas com o logotipo da Paris Filmes. Na minha opinião, o que acontece é o seguinte:

    1 – Esses filmes, normalmente, não são produzidos pelas majors, e sim por estúdios pequenos. O Discurso do Rei, por exemplo, foi produzido por See-Saw Films e Bedlam Productions. Biutiful, citado no artigo, é da Menageatroz, Mod Producciones e Ikiru Films. Meu exemplo, A Dama de Ferro, é da Pathé e da Film4.

    2 – Esses estúdios, mesmo pequenos, são concorrentes das majors. Assim, mesmo que nos cinemas eles sejam distribuídos por elas (O Discurso do Rei foi distribuído nos EUA pela Columbia, Biutiful pela Universal, A Dama de Ferro vai ser distribuída no Reino Unido pela Fox), os DVDs dificilmente sairão pelas majors, e sim por produtoras pequenas, parceiras desses estúdios pequenos (O Discurso do Rei, nos EUA, é da Weinstein Company, Biutiful é da Roadside Attractions).

    3 – O motivo para isso é bem simples: quando uma major distribui um filme no cinema, ela recebe dinheiro por isso – ela é contratada e paga pelo serviço. Já quando um filme é lançado em DVD, ele continua rendendo dinheiro para quem o fez – cada DVD de Biutiful vendido é mais lucro para a Menageatroz, por exemplo. Assim, se uma major lançar um filme dos pequenos em DVD, ela estará dando dinheiro para sua própria concorrência – se a Sony, dona da Columbia, lançasse O Discurso do Rei em DVD, ela ganharia algum dinheiro, é verdade, mas a See-Saw Films ganharia também, e poderia investi-lo em fazer mais filmes que tiram público dos filmes feitos pela Sony.

    4 – Como as majors da matriz, pelo motivo supracitado, não negociam o lançamento desses filmes em DVD, as suas representantes aqui também não o fazem – normalmente por ordem direta da matriz. Assim, quem acaba negociando com a See-Saw, a Menageatroz, a Pathé e quetais é a Paris, a Playarte, a California etc. E, devido ao comportamento lambão dessa gente, quem se dá mal, como sempre, é o colecionador interessado no produto de qualidade. Porque quem vai baixar, alugar ou comprar no camelô não está interessado em aspecto de tela, informações corretas na capa etc.

    Bem, esse foi meu comentário enorme e um tanto pessimista – na minha opinião, a única solução para esse problema é as nanicas tomarem jeito, já que não vejo a mínima possibilidade de esses filmes um dia saírem pelas majors.

    Se você leu tudo, muito obrigado por sua atenção. :)

  12. remiox disse:

    Dani, tem muita especulação no seu texto. Vou tentar resumir aqui…
    P.s.: ja trabalhei como critico de cinema por 5 anos e meio, na Paris como assessor de imprensa por um ano e estou há quase um ano na tv a cabo na Turner.

    vamos aos fatos (nao to especulando nada… apenas informando como realmente é):

    1. nao importa quem produziu e sim quem comercializa. a Paris filmes tem contrato de prioridade na distribuição dos filmes da Summit (comercializados pela IDC) e Sun (comercializados pela Sun Latam). Discurso do Rei, Direito de Amar, Dama de Ferro, etc, vem tudo comercializado pela Sun.

    2. sim, as independentes sao uma pedra no sapato das majors. a grande diferença é que nenhuma independente entende o mercado de homevideo como um grande investimento. pq afinal não é! e preferem gastar seus cartuchos mesmo com o lançamento no cinema! cada uma tem um modelo de negocio distinto. mas no geral, as principais (Paris, Imagem, California e PlayArte) compram todos os direitos conexos (cinema + homevideo + tv), com exceção da paris que so compra cinema+home. ou seja, se saiu no cinema pela imagem, eles tem o direito de comercializar e explorar o filme no homevideo e tv (fechada e aberta). e obviamente saira pela mesma distribuidora…

  13. remiox disse:

    3. depende do contrato. a summit, por exemplo, produtora da saga crepusculo, ganha uma porcentagem da bilheteria. os filmes da sun, por exemplo, vendem os filmes por um valor 'x' e o lucro – ou nao – na bilheteria e homevideo é por conta da distribuidora local.

  14. remiox disse:

    4. as distribuidoras independentes compram seus filmes por acordos de prioridade, em feiras, etc… e muitas vezes compram em pacote. para comprar um filme interessante, vem outros tantos no bolo… a Imagem e a California, por exemplo, tambem compram os direitos para a tv para toda a America Latina…

    voltando a dizer: infelizmente as independentes nao se interessam tanto pelo mercado de homevideo, que deixou de dar dinheiro com a queda das locadoras (que ate estabilizou nos ultimos anos), ja que vendiam por preços altos… agora que estao tentando entender o mercado de bluray…

    entendam que para uma independente, cada filme é importante para tentar ganhar o maximo possivel e assim capitalizar mais para comprar outros filmes… quanto as majors, se a Warner quebrar a cara com um Sucker Punch, foda-se… a filial no Brasil nao é afetada em absolutamente nada…

  15. remiox disse:

    respondendo ao Hblu, eu já escrevi e revisei todos os textos da Paris por um tempao e pelo que sei nao tivemos nenhum erro grave (inclusive aboli na epoca o redundante 'baseado em FATOS REAIS')… pelo volume de material, 1) nao, nao existe uma equipe para revisar; 2) uma vez que o arquivo esta pronto e revisada, é mandado para a replicadora e nao tem nada de mandar 'peça para aprovaçao'… eles so mandam dos cartazes de cinema e banners para prova de cor, etc…

    e nesse caso especifico o que aconteceu é que passaram um mes sem um profissional para revisao e acabou passando batido…

Leave a Reply




If you want a picture to show with your comment, go get a Gravatar.