Post do leitor: Sexta-Feira 13 e a caixa personalizada!

por Rodrigo Potter (originalmente publicado no Fórum BJC)

colaboração e revisão Bruno Cabral

Queridos amigos colecionadores! Esta é a única sexta-feira 13 de 2011 e gostaria de aproveitar o momento para dividir com vocês a confecção que fiz de um box personalizado para acomodar os filmes da série “Sexta-feira 13”, da qual eu gosto muito!

Leia também:

Fiz uma pequena resenha da série, mas muito básica, não sou um estudioso do assunto.

Imagem

Sexta-Feira 13 (Friday the 13th) é uma franquia de filmes de terror criada pelo diretor Sean S. Cunninghan. O primeiro filme estreou em 1980 e foi um marco na época. 31 anos depois a série já possuí 12 filmes (11 da franquia e Freddy vs. Jason, onde o vilão também dá as caras):

  • Sexta Feira 13 (1980)
  • Sexta-Feira 13 – Parte II (1981)
  • Sexta-Feira 13 – Parte III (1982)
  • Sexta-Feira 13 – Parte IV, O Capítulo Final (1984)
  • Sexta-Feira 13 – Parte V, Um Novo Começo (1985)
  • Sexta-Feira 13 – Parte VI, Jason Vive (1986)
  • Sexta-Feira 13 – Parte VII, A Matança Continua (1987)
  • Sexta-Feira 13 – Parte VIII, Jason Ataca Nova York (1988)
  • Sexta-Feira 13 – Parte IX, Jason Vai Para o Inferno (1993)
  • Jason X (2001)
  • Freddy vs. Jason (2003)
  • Sexta-Feira 13 (2009)

Obs: Entre os anos de 1987 e 1990, foi produzida uma série de televisão com o título “Sexta-Feira 13 – O Legado” (Friday the 13th – The Legacy). Apesar de usar o nome da franquia, que fazia muito sucesso na época, a série não tem nenhuma ligação com os filmes; o assassino Jason sequer aparece na série.

O primeiro filme foi lembrado em Pânico (Scream, 1996), quando uma das perguntas ao telefone para a primeira vítima, Casey Becker (a nossa querida Drew Barrymore) é sobre quem é o assassino de “Sexta-feira 13 – Parte 1”. Morreria, como Casey morreu, quem respondesse Jason Voorhess de imediato, pois é a mãe dele a assassina. Jason só surge à partir do 2º filme e se tornou um ícone dos filmes de terror, além de símbolo dessa tão temida data, que é a Sexta-Feira 13.

Jason já morreu de todas as formas imagináveis! Já foi para o futuro, para o espaço, para o inferno, e já lutou contra Freddy Krueger! Recentemente, em fevereiro de 2009, ele voltou em um remake da série que conseguiu em um só filme, reunir os acontecimentos mais importantes dos 3 primeiros, retratando a mãe de Jason como assassina (Parte 1), Jason usando um saco de estopa para esconder o rosto deformado (Parte 2) e depois encontrando a já conhecida máscara de hockey (Parte 3). Uma nova continuação foi prometida e ainda não há uma data certa para sua estreia, que não se sabe ao certo se realmente acontecerá.

Mas vamos falar da coleção! Como todo mundo está cansado de saber, colecionador brasileiro sofre e, com esta série, não foi diferente. Tivemos o primeiro filme lançado pela Warner em edição simples ou “casadinha” com outros filmes. Eu, por exemplo, tenho a casadinha com “O Exorcista – Versão do Diretor”.

sf13_01sf13_01_01

A Warner relançou esse primeiro filme recentemente em edição dupla e com mais extras. Ironicamente, embora Jason como conhecemos hoje não apareça no primeiro filme, a Warner o estampou na capa, levando alguma pessoas ao erro de pensar que se tratava do remake de 2009. Esta edição também teve um problema com o formato de tela, fato já publicado aqui no BJC (confira no link abaixo). Esta edição também teve um lançamento em Blu-ray por aqui.

sf13_01_1sf13_01_2

A 2ª parte até a 6ª foram lançadas pela Paramount em edições também simples, que depois foram relançadas com capas padronizadas, além de uma versão em Box com estojos Slim com uma máscara do Jason feita de plástico. Hoje esse Box pode ser encontrado à venda, mas sem a máscara. Neste relançamento, o 2º e 3º filmes receberam o selo de “Edição Especial”, pois apresentam extras inéditos. Os outros filmes (4º, 5º e 6º), são as mesmas edições lançadas há alguns anos, mudando apenas a capa (a arte do disco é a mesma do primeiro lançamento). Até o momento, apenas as edições especiais do 2º e 3º filmes foram lançadas em Blu-ray.

sf13_02_1 sf13_03_1 sf13_04_1

sf13_05_1 sf13_06_1

sf13_02_2 sf13_03_2 sf13_04_2

sf13_05_2 sf13_06_2

box_mask

sf13_02_3sf13_03_3

As partes 7 e 8 NUNCA foram lançadas no Brasil, mas elas podem ser adquiridas através da “santa” Amazon. Embora sejam região 1, fato que deixa de ser um problema ao se desbloquear o player, ambas possuem legendas em português (PT-PT). As minhas vieram de lá! São as edições Deluxe, que vinham com luva lenticular, mas agora não vem mais. Uma pena!

Imagem Imagem

Essas edições Deluxe fazem parte de um Box que contém os filmes 1 ao 8, todos com o mesmo padrão, além de edições “uncut” ou seja, com partes que foram cortadas das verões originais. Inveja…

Imagem

Jason Vai Para o Inferno foi lançado pela PlayArte. Hoje é uma edição rara de se achar e a minha encontrei por acaso em uma loja dentro de uma galeria na região da 25 de Março, em São Paulo. Ela é original, obviamente, e eu paguei algo em torno de R$ 40,00. Essa edição possui arte interna, mas como é da PlayArte, teve seu aspecto de tela mutilado… é Fullscreen!

Imagem

Jason X também foi lançado pela PlayArte, e eu comprei o meu junto com o anterior, no mesmo lugar e paguei o mesmo preço. A desvantagem dessa edição, que também é rara, é que ela é bem inferior. Apesar de ser original, parece aquelas edições de R$ 12,90 de alguns filmes das lojas físicas das Americanas (alguém já viu lá a edição de “A Noiva de Chuck”? Mesmo padrão…). Também apresenta formato de tela Fullscreen (mutilado). Lá fora, nos EUA, essa edição recebe o título de “Platinum” e foi lançada pela New Line.

jasonx

Freddy X Jason também saiu pela PlayArte, com arte interna e em edições simples e dupla, esta última com uma belíssima luva, hoje se encontra fora de catálogo. A edição simples, que é a que eu tenho, pode ser encontrada por R$ 12,90 nas Americanas física, mas hoje está sendo lançada pela Warner. Lá fora também faz parte da série “Platinum” da New Line.

fvsj_01 fvsj_02

O remake de 2009 foi lançado pela Paramount em edição simplex, que inicialmente vinha com uma luva lenticular. Hoje só se acha a edição sem a luva; ainda bem que garanti a minha a tempo. O Blu-ray foi lançando sem luva.

sf13_12_01 sf13_12

Mas e a caixa? Vamos para a caixa que eu fiz! Pensei em diversas formas de fazer uma edição cabulosa e única para meus filmes, principalmente para guardá-los sem precisar expor as lombadas diferentes e, ao mesmo tempo, exibir a coleção inteira!

Em um certo dia, ao visitar a Kalunga, loja de papelaria em varejo e atacado, encontrei uma caixa de madeira para fichas de escritório. Foi amor à primeira vista! Peguei a caixa e levei; pensaria em algo para fazer com ela depois e foi aí que tive a ideia de fazer a caixa da coleção com ela e no formato da placa do Acampamento Cristal Lake, já que tudo (ou quase tudo) se passa ali e foi lá que tudo começou, que o menino Jason morreu e que a mãe dele iniciou o rastro de sangue!

Imagem

Pesquisei na internet técnicas de artesanato para envelhecer madeira, comprei os materiais e aí foi mãos a obra!

A primeira coisa a fazer era o detalhe arredondado que fica na parte de cima da caixa. Peguei uma pequena ripa de madeira compensada, cortei no formato e lixei para deixá-la bem arredondada. Colei na parte de cima da caixa.

O próximo passo foi retirar os parafusos das dobradiças plásticas para facilitar a confecção. Depois lixei a caixa toda para tirar rebarbas, deixá-la bem lisinha e passei duas mãos de tinta de artesanato para madeira. Em seguida dei mais duas mãos de tinta amarela.

Imagem

Imagem

Caixa pronta, retirei a olho o desenho e as inscrições da placa do Acampamento e fiz o esboço em papel. Desenho pronto, no verso passei um lápis de lado para deixar a parte de trás cheia de grafite e assim, com o desenho na posição correta, passei para a caixa como um carbono. Na caixa com o desenho, utilizei um pincel fino e com tinta das cores correspondentes e pintei tudo, o desenho, as letras e os logotipos, que fiz na parte de cima e dos lados da caixa, cada um com uma arte diferente das diversas épocas da série! Tudo bem artesanal, como seria a placa do acampamento!

Imagem

Imagem

Depois de o desenho secar veio a parte complicada: aplicar duas mãos de cera incolor em pasta (o cheiro é forte) com um pano que não solta fiapos e, após secar, aplicar o Médium envelhecedor para (obviamente :D) envelhecer a peça. O médium é aplicado com pincel e depois o excesso é retirado com um pano; aí tem que esperar secar por completo. Depois de seco, a peça é lixada com uma lixa para madeira nº 20 e aí você tem o tom envelhecido.

Imagem

A intensidade da lixa determina o “grau” de envelhecimento da peça. Após esse processo, duas novas mãos de verniz em cera para proteger o efeito. O acabamento do lado de dentro eu fiz revestindo a peça com papel camurça preto.

Imagem

Para selar a tampa, eu optei por duas bolinhas de velcro, pois a caixa não tinha qualquer tipo de fechadura, já que ela se utilizaria com a tampa para cima e aqui adotei a posição com a tampa para frente.

Aí foi só recolocar os dobradiças e, para dar um destaque, passei tinta relevo 3D transparente sobre o nome “Collection” aos lados da caixa.

Imagem

Caixa finalizada!

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

E hoje estou muito feliz com minha caixa exclusiva da série “Friday the 13th”. Welcome to Cristal Lake Camp…

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Valeu pelo espaço e deixem seus comentários!

Quer publicar um Post do Leitor aqui no BJC? Então capriche na matéria compartilhando ela primeiro no nosso Fórum e enviando o link para nossa análise através do contato do site. Se ela for aprovada, entra no ar aqui no BJC com os devidos créditos para o autor!

---------------------------------------------------------------------------

Edições de terror legendadas em PT-BR nas Amazons:

Categorias: Blu-rayDVD

Tags: , ,

Sobre o autor

Este post foi escrito por um leitor do site.