Sistemas de áudio: Receivers

Olá pessoal! Iniciarei neste meu primeiro post um artigo sobre Receivers. Espero que gostem, qualquer dúvida é só escrever nos comentários!

O que é um Receiver ?

Receiver é o equipamento chave de um sistema de Home Theater. É ao mesmo tempo o cérebro e os músculos. Ele recebe os sinais externos (DVD Player, CD Player, Decodificador de TV a cabo, Videogame etc) e decodifica os sinais de vídeo e áudio (DTS e Dolby Digital), separando os canais central, Subwoofer (o “.1” dos sistemas) e as caixas surround. Ele também amplifica os sinais, levando som para as caixas acústicas. Um Receiver de boa qualidade garante que a fidelidade do que foi gravado chegue ao seus olhos e ouvidos sem comprometer a qualidade no processo.

Receiver-rotel
Pré Processador Surround Rotel RSP-1570 e Amplificador Classe “D” RMB-1575:250 Watts RMS @ 8Ohms x 5 canais. Preço do conjunto: U$5.200

Sistema “separado”

Existe um limite de qualidade que um receiver pode proporcionar. Não tem como caber tanta coisa junta num equipamento só e não ter interferências eletrônicas e comprometimento com a qualidade final. Não existe Receiver High End. O salto acima do Receiver são os Componentes Separados. Separando os equipamentos, e cada um sendo dedicado a uma função , a qualidade é insuperável. Tendo um Pré Amplificador / Processador para receber, decodificar e distribuir os sinais a um amplificador externo (Ou vários em caso de amplificadores Monoblocos) se obtém um resultado Fantástico. Pense sempre que quanto mais dedicado for o equipamento, melhor o resultado final.

Qual marca?

Quando passamos de sistemas “In a Box” (esses que já vem com tudo integrado) para Receivers e caixas acústicas separados , de marcas distintas , o sistema pode ter muito mais qualidade e flexibilidade. Quando procuramos um Receiver, a marca faz toda a diferença no resultado final, mas também no preço. Não existe mágica, quanto melhor, mais caro é. Se você está entrando no Home Theater agora e não tem coragem de gastar alguns milhares de reais em um sistema de qualidade reconhecida, vai optar pelos “In a Box”. Não estou por dentro de qualidade e modelos específicos dessa linha de equipamentos, mas sei uma coisa: marca é sinônimo de boa compra quando se trata de equipamentos de áudio e vídeo, portanto, se achou algum sistema de marca popular e gostou, procure mais a fundo e olhe as marcas mais conceituadas, que achará alguma opção muito melhor, as vezes até seminovos em sites como Mercado Livre. Eu sou da ideia que mais vale uma Mercedes usada na garagem do que um carro popular zero km. As melhores marcas para se procurar em sistemas “In a Box” são: Yamaha, Denon e Onkyo. Fuja de LGs, Samsungs, Britannias e Sonys.

ONKYO-HTS3100
SISTEMA IN A BOX ONKYO-HTS3100 :Se estiver a procura de um sistema pronto , os chamados In a Box, opte por marcas como Yamaha, Denon e Onkyo. R$1.700

Mas também existe um ponto em que os Receivers ficam muito caros, por terem muitas funções que nunca usaremos. Vale a pena parar e pensar antes de fazer um upgrade a um receiver mais caro e mais cheio de funções, porque aí entramos na faixa de preço dos componentes separados, como citei acima. Existem Receivers na faixa de U$7.500 dólares (lá fora), e com esse preço compramos sistemas separados com qualidade e resultado melhores. Então o Receiver é nosso intermediário entre sistemas In a Box de entrada e os sistemas modulares (separados), onde se consegue a maior qualidade possível. Procure Receiver de marcas conceituadas como Denon, Yamaha, Onkyo, Marantz, Rotel, Nad e Pioneer. Novamente, fuja das marcas populares como Sony, Philips e LG. Tive um Yamaha durante alguns anos e adoro o som dele, nunca deu problema e foi uma excelente escolha. Já fiz alguns projetos de Home Theater usando os Denons (Receiver e fontes como os DVDs Players e Blu-ray Players) e são os melhores em custo benefício da atualidade na minha opinião.

Pioneer-elite-av-receiver-sc_07
Existe uma divisão da Pioneer chamda “Pioneer Elite”. São Componentes mais refinados e de muita qualidade , quase todos com certificação THX. Ótima pedida!

YHT185B-HR

Sistema In a Box Yamaha YHT – 185.30 Watts RMS X 5, Subwoofer Ativo. Preço Médio R$ 1.900

Como escolher?

Quando for comprar um Receiver procure por dados técnicos óbvios como potência, recursos e conexões, mas também olhe o consumo, que muitos prometem e poucos cumprem. Não tem como um Receiver dar 7 x 100 Watts RMS por canal, se consome 250 Watts de energia. É matemática pura. Então fique atento: algumas marcas mais refinadas como a Rotel estão usando amplificação Classe D, o que diferencia o consumo da potência gerada, mas não é o caso dos Receivers populares. Outro ponto é Distorção Harmônica (THD %) Quanto menor, melhor. Uma taxa de THD de 1% já é absurdamente alta e de baixa qualidade, fuja! Algo com 0,10% é excelente.

Quer potência?

Krell-MRA-Master-Reference

Krell MRA Master Reference Amplifier:
1000 Watts RMS X 2 Ch. @8 Ohms.Peso 298Kg.
U$124.000


Eletrônicos - Submarino.com.br

LOST-BANNER

---------------
Blu-rays preferidos pelos leitores do BJC (todos com legendas em português brasileiro):

Dificuldades em comprar na Amazon? Visite o nosso Guia de Compras no Exterior!

Categorias: DicasHardware

Tags:

Sobre o autor

Julian Conde tem aproximadamente 300 DVDs (com algumas raridades como Silence of The Lambs e Robocop da Criterion Collection) sendo 90% importados Região 1, pois nunca aceitou comprar os DVDs sem recursos como o som DTS e com encarte nacional (quando tem), sem extras, como chegam aqui na nossa “tropicalização”. Criou um Formspring exclusivo para tirar dúvidas dos leitores do BJC sobre hardware.
  • E eu achando que LG, Samsung e Sony eram coisa de primeira!! rsrsrsrs

    • Eu também achava.
      Mas para que não conhece é melhor pegar essas marcas conhecidas do que algumas desconhecidas e muito piores.
      Uma coisa que sempre falo, por exemplo da sony, ela não é a melhor, mas sempre mantém um padrão mínimo de qualidade, o que faz ela (e outras como LG, samsumg….) se destacarem no mercado, já quem tem preços competitivos

      • Eu também possuo um Samsung e ele é muito bom, como é o meu primeiro preferi um in a box pois não entendia muito bem desses homes de melhor qualidade, pretendo ano que vem montar um verdadeiro sistema de som em meu novo apartamento que ficará pronto em breve. Mas por enquanto o samsung me atende muito bem!

    • e eu que estava vendo para comprar um philips, já que tenho tv e aparelho de dvd da philips.

  • Muito bom o post Julian.

    Por hora para mim não é mais útil. Tenho um " in-a-box" da samsung.
    Você disse que devemos fugir.. mas eu gosto dele.
    Até hoje não me decepcionou.
    Talvez por eu não ter visto um Onkyo em ação por exemplo..hehehe
    Daqui uns anos quando for trocar pretendo montar um sistema separado.

  • Ótimos esclarecimentos, Julian!

    Eu tenho uma dúvida específica. Um receiver é sempre necessário ou há players que cumprem a função? E um PS3, precisa de receiver?

    • Fala, Felipe.
      Estava correndo os tópicos e vi essa sua pergunta. Já é antiga e você até já deve ter buscado resposta.
      Mas de qualquer forma, todo player de DVD ou de BD, ou mesmo TV com transmissão multicanal precisa de receiver. O PS3 não é exceção.
      Sem o receiver você fica limitado ao áudio estéreo da TV, que além de limitado a dois canais, é de baixa potência e com gama de resposta de frequências muito estreita. Sem o receiver, não existe o envolvimento surround e, assim, não há a experiência de Home "Theater" em sentido estrito.
      Os players que cumprem a função de receiver que você cita são os chamados 'integrados'. São sistemas 'in-a-box', onde o próprio receiver já possui o leitor de DVD embutido. Em geral, são sistemas ruins, fracos e com recursos limitados. Além disso, há o problema de conectividade, já que esses integrados costumam ter poucas conexões. Alguns não possuem sequer uma entrada de áudio digital. Ou seja, se por algum motivo o leitor estraga, você não tem como ligar um outro player nesse sistema pela via digital e acaba tendo que jogar tudo fora.
      A única hipótese em que eu chego a admitir a conveniência de se adquirir um sistema integrado desses, é para colocar na TV do quarto, por exemplo.
      De resto, o melhor é comprar tudo separado: receiver, DVD/BD player, caixas acústicas.
      Abração.

      • Valeu, Ricardo! hehe

        Pois é, atualmente estou fazendo o planejamento do HT daqui de casa e pretendo investir em produtos de qualidade, mesmo que tenha que comprar aos poucos. 😉

      • Olá estou querendo comprar um Home Theater System até 2000,00 R$ ou até um pouquinho mais que isso. Você pode me indicar alguns que são bons e realmente valem esse dinheiro? Obrigado e excelente matéria.

  • Ah, eu fiquei com algumas dúvidas sobre o Sistema "Separado". Acho que eu precisaria de um desenho pra entender como funcionam as conexões. :'(

    • Julian

      Felipe , Pra amplificar o som para as caixas , você precisa de um pré amplificador ( controle de volume ) e um amplificador ( a força em si ) para tal.
      O Receiver junta os dois num equipamento só , facilitando a vida , mas comprometendo qualidade , por isso citei os sistemas modulares , que não tem esse comprometimento de qualidade , tendo cada aparelho pra uma função,
      Existem alguns modelos de home theater's in a box que o próprio dvd player já é o receiver/amplificador , mas é exatamente desses que você tem que fugir , que são das marcas mais populares , você nunca vai achar um dvd amplificado da Denon por exemplo.
      Pra ligar seu PS3 você precisa de um receiver sim , sendo ele de um sistema in a box ou separado.
      Abraços
      Julian

  • Nossa… Eu fico perdidinho com esses dados sabia? E olha que até entendo um pouco disso, o problema é que aqui em casa não tem Home Theather, então não sei de NADA sobre isso… Se nós ainda estamos na luta pra comprar a TV Full HD e o leitor de Blu-ray aqui, imaginem quando vai entrar um blu-ray aqui!
    Eu ligo meu DVD daqui de casa no som com as suas duas humildes caixas… Por enquanto pra mim tá bom, até porque minha mãe eu acho que me matava se eu botasse um Star Trek da vida mesmo nas alturas aqui em casa, sendo que a casa é super pequena pra suportar um home theather… Quem sabe no futuro? :-p

  • Parabéns pela matéria!!!! Bem completa!!! 😀
    Bom acho que não tenho um ouvido tão crítico e apurado assim… vi um filme em um sistema Onkyo e depois o mesmo filme no Sony Muteki e não notei diferença!!! 😮

    • Tem certeza?
      Muteki não presta!É só graves!
      Bom,precisa ver tb qual foi o Onkyo q vc escutou…
      Tem um HTB deles q vem até com aparelho de DVD,um receiver de verdade e sistema 7.1.Custa entre 4 a 6 mil reais.
      Esse aí pra quem não quiser ficar perdendo tempo em montar tudo separado compensa!

    • chbossan

      Pois é, por conhecidencia eu também, e o Muteki acabou derrubando algums cds da prateleira, o som do
      subwofer bateu mais forte do q o Onkio..

  • Montana

    Não entendi uma coisa, o que vc quis dizer com "populares", o termo é para marcas que muitas pessoas conhecem ou para marcas baratas? Pq não se pode falar que os aparelhos da Sony são "baratos".

    • Populares são marcas de varejo , encontradas em grandes magazines como Lg , Samsung , Sony , Philips.
      Marcas não Populares são Denon , Yamaha , Onkyo , Marantz , Nad , etc…
      Sony é um exemplo de equipamento caro e de baixa qualidade , existem marcas como as citadas acima que fazem sistemas muito melhores e na faixa de preço , mas são desconhecidas ao grande público por não estarem "popularizados" nos grandes magazines.
      Esse é o mundo que tento mostrar , existe coisa muito melhor que um Sony Muteki pelo mesmo preço , é só procurar , saber o que procurar.
      Sony sabe fazer imagem….som não.

      • Montana

        Hummm.. entendido, obrigado

      • Da Sony uma excessão no quesito som é a linha ES. Essa linha é bem elogiada lá fora. Infelizmente não tive a oportunidade de ouvir. Aqui no Brasil inclusive temos 1 disponível que é o modelo 2400ES.

        • Mauro

          Tenho um Sony DG 820 e atendeu bem as minhas expectativas !!!!!!!!! Boa relação custo-benefício.

      • Bom, opinião é opinião, cada um tem a sua..

    • Montana,
      Completando a resposta que o Julian já deu, eu só gostaria de acrescentar o seguinte:
      Muitas pessoas tem uma noção equivocada do que é "caro" e do que é "barato" em termos de Home Theater.
      Você cita o exemplo da Sony, como sendo uma marca cara. Será que nesse campo do HT é cara mesmo?
      Ano passado, a mãe da minha namorada adquiriu um Sony Muteki (não lembro se era 6.2 ou 7.2). Pagou R$ 2000,00. Nesses R$ 2000,00, estão inclusos o Receiver, as 2 caixas frontais, a caixa central, as duas caixas surround e a surround-back, além dos dois subwoofers ativos. É barato ou caro?
      Compare:
      Quando se vai para os Hi-end, esses mesmos R$ 2.000,00 dá pra comprar apenas o receiver, digamos, um Denon ou um Onkyo médios. Os modelos top de cada uma dessas marcas chega a R$ 4.000,00 ou R$ 5.000,00. O mesmo para um Marantz. Depois você tem que comprar as caixas, que se forem realmente boas, vão te custar em torno de R$ 6000,00 para um sistema de 7 canais. E depois, um subwoofer médio Polk, ou Kef, sairia por uns R$ 1500,00. Um Velodyne top sairia por uns R$ 4.000,00.
      Vc. percebe a diferença?
      Para montar um HT hi-end, a brincadeira não morre por menos de R$ 10.000,00 (fora players).

      Não quero fazer apologia de equipamentos caros. Cada um tem que comprar aquilo que deseja e que o satisfaça, e, principalmente, adequado ao seu orçamento.
      Mas é preciso dissolver a falsa noção de o que é 'popular' e o que é 'hi-end' em termos de áudio e vídeo. Nesse sentido, um HT Sony é sim um equipamento popular, pois em termos relativos, ele é muito barato. Em relação aos hi-end, bem entendido. Como disse o Julian, não existe milagre. Se custa pouco, foram feitas concessões sérias.
      Eu sempre digo que os Sony são o melhor custo/benefício em termos de HT nacional, embora muitos discordem. Mesmo assim, a Sony, bem como outras marcas, mentem ao informar potência e distorcem dados para iludir o consumidor.
      A questão da potência, por exemplo. A Sony anuncia seus receivers com 1500 watts. Isso é um absurdo. Nenhum receiver, nem mesmo um hi-end de R$ 5.000,00 tem essa potência. E muitas marcas (Sony inclusa) eleva a capacidade de gerar decibéis de seus aparelhos com o artifício de reduzir a impedância das caixas. Outro dia fui ajudar um amigo a calibrar seu Muteki e fiquei surpreso ao descobrir que todas as caixas são de 6 Ohm, e não de 8 Ohm, como deve ser para atender ao padrão de medição de potência. Quando se reduz a impedância dos falantes, há menos dissipação de energia e uma maior parte do trabalho gerado pelo receiver é transformado em movimento dos cones. Assim, as caixas "falam mais alto". Só que ao custo da qualidade de áudio, já que o receiver trabalha no seu limite, sem folgam o que aumenta muito a TDH (taxa de distorção harmônica). Quanto maior a impedância, melhor a qualidade, e menor o volume. Esta é a regra seguida pelas boas marcas.
      Claro que 90% das pessoas ainda não é treinada para notar a diferença entre um bom som e um som não tão apurado. E se a pessoa não acha que isso seja tão relevante, ela não deve gastar tanto com isso e, nesse sentido, o Sony é um ótimo custo/benefício.
      Mas é preciso que não se compre nada iludido.
      Abraço.

  • Cara, vou ser frequentador assíduo dos posts do Julian, seja bem vindo e obrigado por desmistificar de forma simples e pratica esse assunto que é tão complicado explicar.

  • Marcas populares sempre fazem produtos de consumo rápido e sem nenhuma necessidade de alto êxito, principalmente porque nenhum dos compradores alvo são capazes de perceber diferença alguma. Ouvido apurado é raro.

    Eu tenho um dos primeiros in-a-box que vi a venda em lojas varejistas. É um modelo da Sharp, na verdade, um mini-system. Vejam só a tranqueira. Mais de uma década de uso e recheado de defeitos de fabricação. Verdadeiros bugs de projetos.

    Para uma sala pequena está de bom tamanho suas caixas pequenas; não lembro mais a potência do aparelho. E pelo menos o Dolby Digital funciona sem problemas nos seus seis canais, com um subwoofer aceitável.

    Ou seja, dá para se divertir, sonoramente falando, com os filmes.

    • Concordo com vc!
      Um sistema de alto nível requer além de tudo um espaço ideal, com acústica ideal, etc.
      Como disse no outro comentário, não notei diferença em um Onkyo e um Muteki. Não tenho um ouvido apurado assim. 😉
      Gostei do post mas acredito que o público alvo é para profissionais, que entendam dos mínimos detalhes tecnicamente. Acho que se eu tivesse um desses não saberia nem configurar!!! :p
      Seria o mesmo que dizer que uma TV Plasma/LCD Full HD de 42'' não presta, compre uma LED de 55'' por R$ 12.000,00. Claro que será melhor, mas isso não quer dizer que a outra seja ruim!

  • Julian me esclarece uma duvida : Sony, Lg e Samsung sao capazes de atender os interesses de um consumidor medio ? As marcas que voce citou, principalmente pelo fator preço deu a imprensao que atendem muito bem aos hardcores, que nao eh o meu caso.

    • A balança é você que faz….você gosta de home theater , quer qualidade acima de tudo , e tem a grana pra apostar nas marcas como as que citei , vá fundo , não tem como dar errado.
      As marcas "populares" como LG , Sony , Philips atendem o público que ou não conhece e nao teve a chance de saber alternativas , ou pessoas que não ligam muito e só querem uma coisinha a mais no som , ou pra dizer que tem um.
      Tudo depende do que voce quer como resultado e quanto pode/quer gastar. Se você acha que é um investimento importante e você curte home theater , sair fora dos populares e invista nas marcas citadas , que não haverá arrependimentos. Caso você não ligue muito , nao curta como acha que deveria pra gastar um pouco a mais , compre o que lhe agradou , e veja suas vantagens , assistência , facilidade de setup , etc.
      É como carro , todos levam de ponto A a ponto B , só muda a emoção com que o trajeto é feito.

  • Ainda sobre a questão Sony eu não descartaria comprar um receiver entry-level dela como DN1000 por exemplo. Com um conjunto de caixas tipo o Lando Merlin 7.1 o som deve agradar bem muitos usuários e creio que seja uma opção bem melhor que in-a-boxes com DVD da LG, Panasonic ou o Muteki.

  • Bom, tenho um receiver Sony 5.1 e conjunto de caixas acústicas Philips. Tudo comprado entre 2001 e 2003. sei que o Julian disse que Sony não é das melhores, hehe, mas tenho um ambiente de 36 metros quadrados, e o som é bombástico. A trilha DTS arrebenta, o envolvimento é muito bom (chuva, barulho de multidão, talheres em um restaurante, por exemplo). Está longe de ser o melhor de todos, mas considerando quando comprei, e o tempo que tenho o equipamento, estou bastante satisfeito e acho que foi uma ótima compra para a época. Estou prestes a trocar todo o equipamento, e aí sim vou avaliar direito, com as dicas do blog, porque de 2001 até agora muita coisa mudou.

  • Isso é para que tem muito dinheiro, e ouvido bem apurado, eu tenho um HT philips 3365 com HDMI e estou muito feliz .
    Mas é claro que se cara tem grana para montar um cinema em casa, ai vale qualquer investimento.
    Acho que o que a maioria aqui tem mesmo, é um "in a box" e seria interessante um post para saber qual o melhor jeito de conectar um Blu Ray Player…

    • Macedo ,
      Realmente sai caro a brincadeira , mas tem muita gente que tem a grana , tem vontade mas acaba comprando sistemas de baixa qualidade por pura falta de informação.
      Ter paixão por isso e nunca saber que seu dinheiro poderia ter sido melhor investido é ruim.
      Quanto ao blu ray player , se ele tiver 8 saidas de audio analógicas (7.1) , e seu receiver também , use-as para a melhor conexão possível.
      Do contrário fiquei com a HDMI , que é igualmente boa e economiza em cabos .
      Compre um HDMI de qualidade como os Monster Cable , pois cabos baratos e de marca desconhecida não transmitem as vezes o sinal 1080p 24 true color.

      • Julian, é realmente necessário que os cabos sejam Monster Cable para HDMI? Toda vez que se toca nesse assunto existem aqueles que afirmam perceber diferença de um Monster Cable para um cabo comum, e existem aqueles que acham que para cabos curtos (em torno de 1,5m) não faz a menor diferença. Isso é fato ou ficção? Afinal a diferença de preço de um cabo comum para um Monster é realmente grande, e se não for justificável a compra não compensa.

  • carlos

    Tenho uma dúvida e acho que poderia me responder:
    Esses players/HT e receivers que marcam que decodificam DTS (os comuns) também reproduzem o DTS-HD (DTS-HD MA, trueHD etc), ou é necessário um novo aparelho/caixas?

    • Para reproduzir o DTS HD e o True HD , o receiver precisa ser compatível com a tecnologia.
      Por Regra , 90% dos receiver estampam o logo dos mesmos na parte da frente do aparelho.
      Você consegue ouvir o DTS HD por exemplo em receivers que não tenham essa tecnologia , mas o audio será um "downmix" de canais e qualidade (bit rate) para ser compatível com seu sistema.
      Para ter certeza que um equipamento seja compatível com as novas tecnologias , procure o logo ou veja o manual previamente.

      • Obrigado pela resposta. (rápida)

      • CondeJulian, meu sistema não é compatível com o DTS HD e TrueHD. Se eu ver um filme, por exemplo, em DTS HD, o som vai ficar melhor que se tivesse vendo em DTS? Ou não vou conseguir sentir diferença.

        • Baygon , O sistema faz um "Downmix" do sinal até que ele seja compatível com seu sistema , ou seja , ele reduz o bit rate , qualidade até "caber" no seu sistema…na teoria ele ficaria igual ao DTS Normal ou Dolby Normal , talvez o Dolby um pouco melhor .
          Na prática , por testes que fiz aqui em casa , o som dos Blu Rays são perceptivelmente melhores , mesmo em "downmix" , quando meu sistema ainda não tocava os HD's .
          Comparando 2 ou 3 shows que tenho tanto em dvd quanto blu ray , o blu ray se sai melhor no audio com louvores ( ACDC Live at Donnington , Nine Inch Nails Beside Yuo In Time e Dave Matthews & Tim Reynolds Live at Radio City Music Hall ).
          Mas ainda sim , o audio sem compressão e com o sistema compatível o som será insuperável , obviamente , para perceber uma mudança sonora , seu sistema deverá estar a altura. Senão você vai ficar procurando agulha no palheiro.

  • carlos

    Ótima matéria, mas isso é para poucos devido a barreira financeira.
    Eu uso um HT (desses que tem DVD com Up, HDMI, Fm, usb etc) 5.1 de 660W da Philips e atende muito bem para meu uso atual.
    Minha única reclamação nele é a entrada digital de áudio que é coaxial e do PS3 que uso com BD player é optica (Para obter um áudio um pouco melhor usei um conversor de optica para coaxial que alías não encontrei no Brasil e tive que importar.

  • carlos

    Ha então como foi dito, quem for comprar/montar hoje um bom HT já deve procurar um que reproduza os formatos DTS-HD e TrueHD.
    É complicado essas tecnologias que mudam rapidamente, pelo menos pra quem não tem muita grana é complicado gastar tanto e em relativamente pouco tempo ter um player que não reproduza tudo com boa/total qualidade (o downmix), pois quem monta um bom conjunto busca mesmo ter o melhor qualidade em áudio.
    Talvez seja até por isso que muitos não investem tanto em receivers e outros equipamentos.

  • Arthur Cruz

    Nossa, se o bloq virar um blog chato de tecnologia para ricos eu nem entro mais, deixa essa chatice para o ht fórum. "Fuja de LGs, Samsungs, Britannias e Sonys." Parei de ler aqui, ninguém aqui vai pagar 2000 reais num home theater, é falta de bom senso recomendar aparelhos profissionais pra quem não é especialista e só quer um sistema 5.1 de boa qualidade e "popular", pois tenho certeza q a maioria q visita o blog (q é um blog popular) está neste mesmo barco, q é o do usuário comum, q não precisa, ou não quer, tantos recursos de um aparelho de 2000 reais. Já prevejo na próxima matéria, players de blu-ray, o prezado postador sugerir esquecer ps3s e lgs da vida e comprar um blu-ray oppo de 2000 reais para ganho de 10% na nitidez dos filmes, bah

  • Claro que é somente um dos posts, mas sugiro que em algum dos próximos seja falado sobre a posição e altura correta das caixas do HT, pois ouvi falar que até a altura das caixas dá diferença no som.

    • Carlos , Vou aos poucos dar dicas como essas , em janeiro terei um tempo maior pra me dedicar a estes posts.
      Aguarde !

  • Antes deste post eu achava que os inabox eram SÓ os populares! Mas tem inabox de qualidade superior também, legal!

  • Augusto

    Muito bom o post! Eu desconhecia este tipo de aparelho.
    Não concordo que o post seja direcionado apenas para quem tem muito dinheiro. O intuito é apenas informar ao leitor sobre uma tecnologia de poucos conhecem, fazendo assim o blog ter mais conteúdo. Se irão comprar ou não é a pessoa quem decide.

  • Um como esse yamaha me interessa.. Sabe onde posso achar.. Fucei no Google e ninguém teme ssa linha da Yamaha…

    • Procure em sites como Mercado Livre , e Lojas como dvdnow.com.br , e a Fnac tem muitos Onkyos , yamaha's a venda. Se for de São Paulo , a Rua Santa efigênia está cheia de boas lojas e boas ofertas com quase tudo das linhas citadas.

      • Sim!
        A Fnac é uma das poucas,senão a unica a rede de lojas a trabalhar com equipamentos mais refinados,além das lojas especializadas em HT.

  • Sobre o BD player para fazer par ao receiver. Minha sugestão caso o consumidor esteja disposto a desembolsar em torno de 2 mil reais ou um pouco menos: o Oppo BDP-83. Imagem e som de excelente qualidade superior ao PS3 e outros players no mercado; eleito melhor player do ano; além de poder ser destravado para DVDs e BDs de todas as regiões. A Logical, distribuidora oficial no Brasil, vende o player destravado p/ DVD e BD.

    O player tem outros features interessantes como saídas analógicas 7.1 e leitura de SACD e DVD-Audio.

  • Julian
    Tenho um sistema antigo e bem simples e quero comprar outro à partir do zero. Player blu-ray, TV e HT. O player será um PS3, a tv lcd full hd 42", mas em relação ao home tenho um problema a resolver. Tenho uns 250 DVDs (região 4) que não devem rodar no PS3 e meu player de dvd atual não faz upscaling. O que você acha dos HTs atuais que vem com player de dvd ?

    • CondeJulian

      Asjunio , Não gosto dos sistemas que juntam tudo , como disse no artigo…é já entrar de cara num sistema que não vai aumentar em nada a qualidade que você procura ver com a diferença de preço.
      Procure dar uma olhada em DVD Players da Denon ( 1740 e 1940 ) eles engolem qualquer sony , lg ou panasonic , e custam a partir de U$ 170,00 lá fora. Tenho um Denon 3930ci e a imagem é inacreditável , consigo em alguns filmes em dvd , comparar com o blu ray e não saber qual é qual em algumas cenas.
      Recomendo comprar um dvd dedicado e bacana para sua coleção…

      • Desculpe a pergunta que pode ser meio simplória, mas comprando um player desses nos EUA é preciso destravar a região do dvd?

      • Ia falar pra vc citar a Oppo tbm,apesar de não fabricarem mais DVD player…
        Eu tenho aqui o 983 e o BDP-83 e tb,às vezes,não consigo diferenciar em alguns titulos q eu possuo na 2 midias.
        Não quero causar celeuma,mas,NMHO,eu acho questionável,às vezes,o custo-benefício da Denon para não-audiofilos,q deve ser o caso da grande maioria aqui…

  • guilherme

    encontrei um Onkyo s6100 por R$2,890. Isso seria um bom preço? E se eu quiser gastar a metade, consigo algo de qualidade? abraços

    • É um ótimo preço , e não vale a pena pegar nada inferior com uma oferta dessa. é um sistema ótimo e o receiver pode no futuro aceitar caixas acústicas mais refinadas.

    • Guilherme, onde voce encontrou este 6100 por este valor, se for site, envia o link por favor

      • guilherme

        foio em uma loja em goiania. No SAM'S club

    • Mas já vem completo, com caixas e tudo??? porque não é facil encontrar caixas de som seperadas por um bom preço…

  • A matéria está muito boa, além é claro do tema. Quando montar meu HT também penso em adquirir receiver mais caixas separadas. O único problema é o preço em se montar um bom HT. Um receiver Denon, Marantz são ótimos mas muitos podem não ter condições em adquiri-lo. Sem contar outra questão: Comprar o produto do revendedor oficial ou de outro importador (não estou falando nesse caso do importabando mas sim de importador legalizado)? Ex: tenho 3000 p/ comprar o receiver. Compro o Sony ES 2400 oficial com garantia do fabricante ou invisto no Marantz não oficial? Em qualidade o Marantz deverá ser superior mas fico com essa dúvida.

    • Jeff ,
      Isso é um problema sério , vou citar um exemplo , o Pré amplificador da Rotel da matéria RSP 1570 , Custa lá fora U$ 2.399 dólares , e custa aqui quase 14 mil reais.
      Eu tive a chance de trazer de fora e o fiz . Economizei quase 9 mil reais. Marcas como a Rotel dão garantia de 5 anos mundial sem qualquer restrição de onde , como e quando foi comprado o equipamento , nem quanto foi pago.
      Invista no Marantz ! Todo meu sistema foi comprado "fora" e me recuso a pagar 4 x mais por um produto. Faça o mesmo se tiver a chance , além de que equipamentos refinados como o Marantz dão muito menos problema que o Sony e afins.

      • Pois é, essa questão do preço praticada aqui é bem complicada. Se eu pudesse compraria do exterior mas infelizmente não são todos os produtos que têm garantia mundial.

        E sobre o receiver estou pendendo mais pro marantz 6004 mesmo mas no momento estou ainda planejando, rs.

  • Haha!
    Mto bom o Conde Julian desmistificar o Mutekão!
    É aquela velha máxima de q não devemos julgar um livro pela capa!
    Mas tem mtos fãs q gostam e q acham q fizeram um ótimo negócio ao comprar o Mutekão!
    Pessoal,não se deixem impressionar pela grandes caixas,pela marca e pela quantidade absurda de subwoofers!
    A linha ES pode até ser boa,mas acho q Denon,Marantz e Pioneer,q possuem representação oficial no Brasil entregam até mais pelo mesmo preço ou até menos.
    É como o Julian escreveu,a Sony em matéria de áudio refinado é bastante questionável.
    E pra mim anda questionável em outras áreas tb,como os televisores,mas isso é discussão pro HTForum,não cabe aqui.

    • Amigo sua resposta chegou como notificação no e-mail mas não sei pq não apareceu aqui!
      Então, pois é não notei diferença no Onkyo e no Muteki! Eu não lembro qual modelo era do Onkyo, eu testei os 2 numa casa de som na Santa Ifigênia, aqui em São Paulo.
      Como eu disse, não tenho ouvido tão apurado! Achei os dois excelentes! 😉
      Claro que pelo post estas marcas são mesmo de nível profissional, e com certeza apresetam resultados melhores que o Muteki. Mas acredito que muita gente possa ficar satisfeita com o Muteki, pois pelo que vi na loja não é nenhuma porcaria! :p

      • Oi Bruno, ja vou te adiantar que nao tem como testar um HT em um ambiente de loja. O Equipamento tem que estar no seu ambiente, ate porque loja é tudo aberto e resultado é este mesmo: tudo igual, rs… O muteki o que cara tem que ter uma deposito para guardar o equipamento e construir uma sala para conseguir instalar o equipamento, é grande demais, rs…. Comprei uma vez numa promocao relampago e somente depois fui ler os reviews, putz, nem tirei da caixa, coloquei pra vender.

        • hehehe acho que foi por isso que não notei diferença!!! :p

    • Pelo menos os modelos que olhei da Denon, Marantz no revendedor oficial eram muito mais caros que o Sony 2400ES. O Marantz 7002 por ex quase 9 mil em uma loja. Comparando oficial x oficial talvez esse Sony leve vantagem sobre alguns modelos de entrada das marcas citadas. Agora, se a pessoa for comprar em outra loja que não for oficial do fabricante aí o preço do Marantz/Denon despenca. É essa dúvida que tenho: comprar um Sony ES 100% oficial ou pegar um melhor da Marantz um pouquinho mais caro mas sem ser 100% oficial. A loja que vende mais barato diz que dá garantia, mas e se der alguma bronca? A autorizada oficial vai consertar numa boa? Já li umas histórias no Htforum sobre a autorizada se recusar… Enfim…

  • Bela matéria, informativa e esclarecedora…Parabéns!!!

  • Fabiano Novaes

    ótimo artigo.

    quero comprar um receiver para meu apartamento e estava com SONY na cabeça. depois dessa vou procurar um que presta !!!

    valeu …

  • Ivo Fonseca

    Caro Julian. . . possuo um home in a box. .modelo Philips HTS3450,e la nas especificações diz que tem 1000 RMS e amplificador classe D. . .e junto com ele uso um DVD player apenas para ler os DVD’s e enviar o sinal de audio via saída coaxial . . .e como músico tenho os ouvidos um pouco mais apurados e lhe garanto que para o preço que paguei na época é um audio de ótima qualidade e que até hj me decepcionou em apenas um momento que foi uma cena especifica de ”o resgate do soldado ryan” com trilha em DTS que no volume máximo distorceu um pouco o Subwoofer que é ativo. . .no mais. . .lá se vão 3 anos que eu não tenho mais do que reclamar. . .em shows com audio em PCM é ensurdecedor e se elevar o volume para 20 fica impraticavel estar no ambiente e o volume vai até 40.
    muito boa a matéria e quando aos Sony eles tem esse defeito de predominar os graves. . . . .até mesmo nos celulares Sony os fones de ouvido tem predominancia de grave. . .pelo visto os japoneses la gostam de graves. . .

    • Ola Ivo, eu tenho que concordar contigo pois apesar de eu não ser um expert na area de audio, tenho amigos que são verdadeiros "áudiófilos" rs… e possuem equipamentos "monstruosos" perto do meu HTS-3450. Ate hoje foi só elogio para este in a box da Philips, a única critica fica por conta do Sub porque este pessoal tem sub que parece uma "poltrona de sofá", rs… nao tem mesmo como comparar, mas de resto, neste modelo a Philips acertou, não encontrei ninguém que reclamou até hoje, foi só elogios. O unico problema no aparelho que eu estou tendo é no leito de DVDs, ele simplesmente se recusa a ler dvds originais, somente lê, CDs, Divx, DVD-r, etc, agora DVD original o leitor dá pau, e eu não tinha o menor interesse em substituir, ma é complicado ficar com sem o player porque a imagem dele via HDMI é excelente.

  • Yue

    Possuo o sistema in a box HT-SS2300 da Sony e, sendo meu primeiro HT, me deixou muito satisfeito (completou um ano esse mês =D).

    Ele aceita audio LPCM 5.1 via HDMI, bastando um player que faça a decodificação interna do audio. Feature esse que o HTS-3100, por exemplo, não possui e que pesou na hora da peneira para a escolha (fora que é uma mão na roda para donos de PS3).

    Concordo dele não estar no nível de um Elite, mas daí colocar a marca no patamar de um Britânia… Faça-me o favor, né…

    • Yue , infelizemente , o audio e refinamento de home theater's Sony estão lado a lado com as outras marcas citadas.
      As mentiras de consumo e potência gerada , nivel de THD , acabamento , componentes , caixas acústicas de plástico , fios de péssima qualidade fazem o resultado final ser ruim.
      Ter conexão de monte e aceitar tecnologia de monte não significa bom som saindo dos alto falantes , pelo contrário , a Sony nesse quesito está devendo e muito.
      Não é uma crítica ao seu equipamento , e sim a marca , que não faz nada que seja referência de qualidade pra poder ter um legado como as grandes marcas tem.
      Fica a dica de ouvir um sistema como os indicados na materia , e vai ver e ouvir que o Sony vai ser seu ultimo do tipo.

      • Julian, eu discordo em parte sobre a Sony. Concordo que os produtos mais fracos, de entrada, sejam no mesmo nível de um LG, Panasonic, (só não acho que Britânia, rs) etc. Mas a própria linha ES e as LCDs top de linha XBR (que não são pareos para uma plasma Pioneer Kuro ou algumas da Panasonic mas aí já é outra discussão) é prova de que a Sony pode construir algo de nível. O problema é que ela "atira" pra todos os lados (diferentes produtos para diferentes públicos) o que leva muita gente a achá-la uma marca inferior, o que discordo.

        • Com certeza , me refiro a parte de home theater e audio.
          Eles fazem a melhor lcd do mercado hoje XBR , na minha opinião ,e os equipamentos profissionais de vídeo , cameras , gravadores são top de linha .
          A linha doméstica deles que desandou…

        • Mowat

          Também acredito que o motivo pelo qual algumas pessoas inferiorizem os produtos da Sony seja o grande leque de produtos fabricados. Mas a Sony é uma multinacional gigantesca, não é composta por 5 pessoas em uma garagem, que começaram fabricando walkman e depois resolveram se arriscar em todos os setores do mercado. É claro que o tamanho da empresa não é argumento para defender cegamente a qualidade dos produtos e nem para atacar. Porque do jeito que as coisas estão andando, parece que um HT da Sony é pior que o “Meu Primeiro Gradiente”. Gostei do texto, mas acho que contextos foram misturados, talvez em um próximo artigo o autor possa diferenciar o mérito dos produtos e marcas de acordo com a necessidade do consumidor.

  • Informações que eu nem sabia. Muito legal a matéria.

  • Fábio

    Putz não entendi nada, nunca tive Home theater na vida, nem entendi nada desse post e não faço idéia de como funciona esse aparelho e tals……

  • O debate está interessante e rico.. Agradeço aos q opinaram até aqui… Alguém saberia indicar um sistema (se é q existe) q se encaixe naquelas condições q eu coloquei acima? Que trabalhe com HDMI, q decodifique os sistemas de áudio mais modernos e q seja in a box, mas q aguente um futuro upgrade de caixas… Pelo q eu entendi, os In a box sugeridos no post não decodifica as faixas de áudio mais modernosas; correto??

    • Não decodificam , mas dá pra montar um conjunto de receiver + caixas com os novos audios por preços excelentes , é só pesquisar.
      A Denon , Yamaha , Onkyo , etc tem linhas de entrada já com os novos audios HD.

  • Highlander1313, você viu meu post? Dá uma olhada http://www.jet.com.br/clicksul/detalhes.asp?idpro

    Como eu disse o sistema "só" tem 50 watts por canal (pelo menos foi isso que me foi passado) mas é 7.1, suporta os codecs de áudio mais modernos, possui HDMI 1.3a (em modo Pass-Through, não Repeater como eu havia falado), chip Faroudja (faz upscaling de video-componente para HDMI, não de todas as fontes analógicas, infelizmente) e custa o que você deseja pagar. No entanto, como você quer expandir depois, sugiro que você compre o Denon AVR-1910 com umas caixas mais baratas e depois incremente. Pesquisando bem deve ficar nessa faixa de preço que você quer e com excelente qualidade. Essas seriam as minhas escolhas numa faixa de preço, se não barato, pelo menos não muito alto.

  • Pingback: A história do DTS | Blog do Jotacê()

  • ricardo_007

    Na próxima vou pegar um pra 7 canais!

  • Pingback: Inspired By Nature()

  • cura2

    Bom eu tenho um Receiver SONY aqui de 2004 e não quero trocar ele tão cedo pois o bicho tem som cristalino de tão perfeito para sua "idade"

  • Celio Sousa

    Noto que vosso post foi criado em 2009. Hoje em dia receivers já vem com wifi e bluetooth….

  • Fabiano willian

    Sou mais os vintages.
    Sonybda década de 70 e 80.matava a pau.
    Até gradiente matava a pau.
    Meu sistema estéreo mata a pau pra música esse HT não servem